Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Josephine Baker em Portugal

Brito-Semedo, 23 Mai 11

Josephine Baker nasceu no Missouri em 1906, mas a determinada altura da sua vida a sua história cruzou-se com a de Lisboa.

 

Em Março de 1941, em plena II Guerra Mundial, Josephine Baker veio dar uma série de concertos no Teatro da Trindade. Só mais tarde se veio a saber que estes espectáculos eram uma fachada para a sua actividade de espia ao serviço da organização de resistência França Livre e que nas pautas, confiadas ao maestro Almeida Cruz, se encontravam, escritas a tinta invisível, importantes mensagens sobre as posições do exército nazi na sua pátria adoptiva (a França).

 

Setenta anos depois, o investigador e historiador João Moreira dos Santos e o Teatro da Trindade juntaram-se para celebrar a estreia da artista em Portugal com o lançamento do livro Josephine Baker em Portugal, de João Moreira dos Santos, uma exposição, dois concertos multimédia no Teatro da Trindade e ainda o roteiro "Na Peugada de Josephine Baker pela Lisboa dos anos 30-60”.

 

O passeio guiado por João Moreira dos Santos realiza-se no sábado e percorre as principais ruas e edifícios de Lisboa por onde esta artista passou nos anos 30, 40 e 50, revisitando as várias facetas de Baker, incluindo as de turista, artista, espia, mãe adoptiva (outra longa história) e activista dos direitos cívicos (Fonte).

  

Título: Josephine Baker em Portugal

Autor: João Moreira dos Santos

Editor: Casa Sassetti

Ano de edição: 2011

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De tchalê a 23.05.2011 às 18:33

Esta mulher foi incrivel Manel... Um coração grande! FICO CONTENTE DE TERES FEITO ESTE POST E DAR A CONHECER ESTA GRANDE MULHER A MUITOS QUE NÃO DEVEM CONHECER A VIDA PLENA DESTA ARTISTA, BRAVO MEU AMIGO!!!!

De Brito-Semedo a 23.05.2011 às 22:11

Obrigado, Tchalê pelas tuas palavras entusiásticas! Fico feliz por ter chamado atenção para esta Grande Mulher e partilhado esta notícia no "Na Esquina"! Um braça e votos de bom trabalho!

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by