Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Josephine Baker em Portugal

Brito-Semedo, 23 Mai 11

Josephine Baker nasceu no Missouri em 1906, mas a determinada altura da sua vida a sua história cruzou-se com a de Lisboa.

 

Em Março de 1941, em plena II Guerra Mundial, Josephine Baker veio dar uma série de concertos no Teatro da Trindade. Só mais tarde se veio a saber que estes espectáculos eram uma fachada para a sua actividade de espia ao serviço da organização de resistência França Livre e que nas pautas, confiadas ao maestro Almeida Cruz, se encontravam, escritas a tinta invisível, importantes mensagens sobre as posições do exército nazi na sua pátria adoptiva (a França).

 

Setenta anos depois, o investigador e historiador João Moreira dos Santos e o Teatro da Trindade juntaram-se para celebrar a estreia da artista em Portugal com o lançamento do livro Josephine Baker em Portugal, de João Moreira dos Santos, uma exposição, dois concertos multimédia no Teatro da Trindade e ainda o roteiro "Na Peugada de Josephine Baker pela Lisboa dos anos 30-60”.

 

O passeio guiado por João Moreira dos Santos realiza-se no sábado e percorre as principais ruas e edifícios de Lisboa por onde esta artista passou nos anos 30, 40 e 50, revisitando as várias facetas de Baker, incluindo as de turista, artista, espia, mãe adoptiva (outra longa história) e activista dos direitos cívicos (Fonte).

  

Título: Josephine Baker em Portugal

Autor: João Moreira dos Santos

Editor: Casa Sassetti

Ano de edição: 2011

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Wilson Candeias

    Caro Professor Brito SemedoCabo Verde precisa de p...

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

subscrever feeds

Powered by