Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Do blogue parceiro “Tempo de Lobos”, de Mário Vaz Almeida, com a devida vénia.

 

 Fotografia de Daniel Blaufuks

 

«Eden», de Daniel Blaufuks, explora a perda original. Visualmente forte, é um filme sobre a memória da memória. Na verdade há duas memórias neste singelo documentário: a dos intervenientes que estão nele (Daniel Mascarenhas, Manuel Figueira, Spencer,...) e a da própria matéria do filme. É, também, um longo requiem, para os sonhos do cinema vividos no Cinema Eden Park, soberbamente filmada, com um climax «ficcional», na penúltima cena, interpretada por Malaquias, com o seu violino solitário e translúcido, a preencher o espaço arruinado e vazio em que se transformou o local. Resta a música para resgatar a memória do cinema caboverdeano e isso nota-se nas cenas em que alguns intervenientes, tendo já esquecido algumas cenas de um filme, cantarolam uma canção que o representou.

 

O realizador erigiu, de forma esclarecida e tranquila, um monumento ao cinema e encerrou um capítulo na história do "cinema caboverdeano". Mais do que as peripécias de um filme («O Segredo de um Coração Culpado») que, talvez, tenha ficado retido nas alfandegas de Dakar e, posteriormente, destruído, quis o realizador focar-se nas possibilidades de concluir esse esforço do "cinema", que outrora se queria fazer em Mindelo ou, provavelmente, recriá-lo nas suas parcelas. Um processo equivalente à da mumificação de um «corpo» de memórias, demasiado valioso, num ritual envolvendo a plateia e o filme. (Fonte)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by