Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sobrados da Ilha do Fogo em Selos (2)

Brito-Semedo, 26 Jul 11

Passado um ano (15.Julho.2010), o "Na Esquina" volta a postar os selos dos 'Sobrados da Ilha do Fogo', cujos desenhos são de Manuel S. L. Santos (2004), dando-lhes agora melhor destaque e identificando cada um deles, pelas mãos de uma foguense de gema, Amélia Sacramento Monteiro, a quem se agradece esta gentileza.

 

 

 

"Cheguei e entrei, gente de Fogo é atrevida. Olá!

 

Adorei ver os sobrados da minha terra, alguns, colocados em selos postais.

 

O primeiro sobrado [do lado esquerdo] pertenceu ao meu bisavô João Monteiro de Macedo. Com a morte dele, ficou para o filho Abílio Monteiro de Macedo, tendo este deixado o sobrado à filha solteira Ana Monteiro de Macedo e, à morte dela, aos sobrinhos. Foi vendido a um casal, ele Dinamarquês e ela natural do Fogo, que o transformaram num belo Hotel, tendo mantido a traça exterior intacta e algumas mudanças no interior. Ficou um belo e moderno Hotel. É sem duvida o mais bonito sobrado de São Filipe.

 

O Sobrado seguinte [à esquerda], o único no Fogo com segundo andar, pertenceu ao senhor Manuel Ferreira e, por morte deste, ficou para a única filha, D. Áurea Ferreira. Hoje está nas mãos do neto de Manuel Ferreira, Hubaldo Ferreira Santos Vaz Bravo. Está em ruínas, o que é uma pena e um perigo. Não há nada a fazer.

 

Em baixo [do lado esquerdo] temos o Sobrado que foi da Nha Mana Nhô Lixo (não sei se o nhô Lixo era pai ou marido), cujo verdadeiro nome é Luis Gomes Barbosa. Foi vendido ao casal Irene Monteiro Silva e Isaac Anahory Silva. Conheci o sobrado com estes donos e depois venderam ao Senhor José dos Santos Baptista. Este sobrado é lindo tinha uma linda varanda corrida em madeira uma bela escadaria que nos levava ao 1.º andar. Foi retirada a varanda corrida e fizeram uma varanda em cimento que "matou" o prédio. Este prédio é um dos mais bonitos do Fogo, aliás, foi.

 

Depois temos o sobrado, neste momento já totalmente recuperado, que foi construído por João Vasconcelos Monteiro (Sacramento Monteiro), foi conhecido sempre como “ca (casa) Nha Martina”. Com a morte do casal, ficou para os filhos e depois para os sobrinhos, que o venderam à Dra. Adélcia Barreto. Está lindamente recuperado e com a traça mantida. Já publiquei no meu fotolog todos os sobrados do Fogo com pequenos apontamentos.

 

Mantenhas,"

Amélia Sacramento Monteiro, Lisboa

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Valdemar Pereira a 26.07.2011 às 19:41

Senhores Responsàveis,
Não deixem cair os sobrados como deixaram cair o Fortim d'El Rei. Não mandem abaixo estas reliquias como fizeram com a casa do dr. Adriano Duarte Silva, filho ilustre da terra Cabo Verde.
A geração vindoura não farà renascer pàginas da Histôria da jovem Repùblica como fizeram sair do nada a emblemàtica Cidade Velha.
Preservar o que genuino é melhor que reconstruir o que se mandou para as calendas gregas.

De Brito-Semedo a 28.07.2011 às 13:49

O que é preciso é haver uma sociedade civil muito forte, capaz de fincar os pés à parede para não deixar que os poderes instituídos (central ou municipal) cometam esses crimes de lesa cultura!

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by