Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

MMartins.jpeg

Foto Arquivo Histórico Nacional (IAHN), Praia

 

 

Manoel António Martins

 

(Braga, cerca de 1772 – Boa Vista, 06 de Julho de 1845)

 

 

Tendo arribado a Cabo Verde nos finais do século XVIII, radicou-se na ilha da Boa Vista. Comerciante, proprietário e armador, foi o homem mais rico de Cabo Verde no seu tempo. A sua fortuna assentava no monopólio da compra da urzela e na exploração do sal. A ele se deve o povoamento da ilha do Sal, onde mandou assentar, ainda na década de trinta, a primeira via-férrea de todo o território português de então. Também se dedicou à política e entrou em conflito com alguns governadores, tendo sido, juntamente com António Pusich, o introdutor da moda dos opúsculos em Cabo Verde.

 

Foi deputado por Cabo Verde às Cortes Constituintes de 1821 e, sendo nomeado para o mais alto cargo da província, foi o único governador de Cabo Verde com a designação de “Prefeito das Ilhas de Cabo Verde” (1833-1835), experiência essa que foi abandonada devido à revolta do Batalhão Açoriano.

 

Escreveu artigos nos jornais da então metrópole, atacando os seus adversários políticos em Cabo Verde. Publicou: Memória demonstrativa sobre a necessidade de novas providências para a província de Cabo Verde, Lisboa, 1822; Palinodia contada pelo ex-governador de Cabo Verde…, Lisboa, 1823; e Apologia do cidadão Manuel António Martins, Lisboa, 1836.

 

Conhecido como Conselheiro Martins, deixou uma vasta descendência em Cabo Verde. Vide, por exemplo, João de Sousa Machado e Augusto Vera-Cruz, para além de alguns nomes de apelido Martins.

 

I.Sal.jpeg

 Salinas de Pedra de Lume, Ilha do Sal, Obra do Conselheiro Martins

 

 

– Informações recolhidas na obra de João Nobre de Oliveira, A Imprensa Cabo-Verdiana. 1820-1975. Macau, Fundação Macau e D.S.E.J., 1998

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Luiz Silva

    Ariana: Conheci desde a infância a Cesaria, minha ...

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

Powered by