Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Peso Insustentado
 

Data de início: 11 de Novembro de 2011
Data de fim: 03 de Dezembro de 2011

 

_____________

Kiki Lima nasceu a 15 de Abril de 1953, em Ponta do Sol, Ilha de Santo Antão, Cabo Verde.

 

Frequentou o Curso de Desenho e Pintura do C.E.C e o Curso de Escultura do Centro de Arte e Comunicação Visual em Lisboa. Licenciou-se em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

 

Tem 42 anos de carreira como artista plástico (1969-2011), durante os quais realizou dezenas de exposições individuais e participou em mais de 160 colectivas nos cinco continentes. As suas obras estão presentes nos mais importantes espaços e colecções particulares e institucionais de Arte Contemporânea.

 

“Exposição organizada em parceira com a OI-Art Produções”

A OI-Art Produções tem como objectivo produzir e dinamizar projectos profissionais de excelência artística. É também objectivo da OI-Art Produções a internacionalização de artistas e projectos culturais com diferentes linguagens artísticas (Fonte).

 

 

Em Prego

 

Equilíbrio

 

Futuro

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

8 comentários

De Adriano Miranda Lima a 08.11.2011 às 21:45

Pintor de grande talento e criatividade, é o Kiki Lima. Não somos parentes, que eu saiba, como poderá sugerir o apelido, e por isso estou à vontade para falar. Tive oportunidade de conviver com ele e de jantar em sua casa, acompanhado de outras pessoas, tendo a ligação entre nós  sido estabelecida pela sua ex-mulher, prima de um cunhado meu.

De Albertino Martins a 09.11.2011 às 11:26


Aprecio e muito o trabalho do kiki Lima. Um artista muito criativo e com traços sui generis. EXCELENTE!

De Valdemar Pereira a 09.11.2011 às 13:15

Quando sai de Cabo Verde o pintor ainda não tinha nascido. Dei voltas África , Europa, Pacifico, outra vez Europa) e nunca tinha ouvido falar deste artista.
Um dia, um amigo, leitor de Língua de Português, me perguntou se conhecia Kiki Lima. Ele ficou admirado de eu ter dito "não". Também fiquei admirado quando me descreveu o rapaz, vangloriando-se do quadro que tinha dele. E esse leitor também e coleccionador.
Agora já sai algo sobre este ilustre conterâneo.

De João Sá a 09.11.2011 às 16:09

Boa tarde :)
O blog está em destaque na homepage dos Blogs do SAPO Cabo Verde.

De Loja de Suplementos a 09.11.2011 às 17:26

Gosto muito das obras de Kiki Lima, sem dúvida uma exposição a não perder!

De Ivanethe Reis a 15.11.2011 às 09:14

Olá


Antes de mais parabéns pela nova imagem do Blog...


É sempre bom algum update...


Vou tomar a liberdade de partilhar e divulgar o artigo no espaço Made in Cabo Verde, com as devidas indicações do autor.


Mantenha


Iva
Made in Cabo Verde

De Alcinda (chinda) fogo a 15.11.2011 às 11:34


Ola Kiki gostaria de ver uma exposiçao tua no fogo ..sao filipe.
Acho que a direcçao da Casa das Bandeiras poderia tratar disso .

cptos

Alcinda monteiro

De Brito-Semedo a 15.11.2011 às 20:19

Um comentário enviado por e-mail, que aqui se reproduz:
Olá, Esquina do Tempo!
São impressionantes as obras do Kiki Lima.
Impressiona-me o 1º quadro, que é o quadro da crise da velha Europa ali representada. O capital financeiro equilibra-se num banquinho onde aparecem só 3 pernas; 3 pernas feitas de moedas sobrepostas num precário equilíbrio. Estas 3 pernas do banquinho bem podem ser a Troika ou, em outras palavras, o Banco Mundial, o FMI e o BCE (Banco Central Europeu). Haverá uma 4ª perna, escondida? A China? Os BRIC? O próprio mercado financeiro, que hoje põe e dispõe?
É … um Peso Insustentado porque o BCE, feito para resgatar os estados-membros em momentos de crise, foi impedido de o fazer pelo Bundesbank (os germânicos são duros na queda): se os alemães, a dez anos, apertaram o cinto, aumentaram a produção e reduziram as taxas de emprego, não vão agora passar a mão na cabeça de quem foi perdulário. É a velha fábula da Cigarra e a Formiga.
O 2º quadro, Em Prego, com o rapaz com os pés pregados no chão, mostra o quanto, perante as crises, as pessoas terão que cair das nuvens e se deparar com a dura realidade. Não há subsídios de férias nem de Natal… ontem eu via, no telejornal de Portugal, as pessoas ali em Lisboa e no Porto, no meio do frio e da chuva, desanimadas no meio da greve … tudo parado, sem metro, sem Carris, nem barco, nem comboio … ninguém merece … é deprimente … você vê a depressão no rosto das pessoas … o trabalhador assalariado fez a sua parte, trabalhou, mas agora é engolido pelo mercado financeiro. E, veja o jogo de palavras: Em Prego também pode se transformar em Emprego. Quem não tem Emprego está Em Prego … genial o título do quadro!
O quadro seguinte, Equilíbrio fala por si: olha ali o fulano fazendo malabarismos com a caldeira, a ver se entra alguma coisa para a sua sopa de pedra ou sopa dos pobres … veja que, enquanto o trabalhador assalariado faz o seu malabarismo para matar a fome, ao fundo há um grupo de pessoas só observando, como quem diz … é isso aí, temos que empobrecer … só saímos da crise empobrecendo … Não foi isso o que disse o Passos Coelho?
E o quadro Futuro … ali vemos uma criança com os calçados de um adulto. Uma criança. Espero que ela consiga andar pelos seus próprios pés. Espero que ela não siga os passos destes adultos que estão a hipotecar o futuro das próximas gerações. Espero que ela não siga os passos destes adultos que estão a dilapidar os recursos do planeta Terra. Que ela não siga os passos destes adultos que criaram uma crise que, segundo os mesmo, só será superada dentro de décadas. Espero que ela construa um mundo melhor …

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by