Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fado, Portugal, 200 Anos de Fado

Brito-Semedo, 27 Nov 11

 
Fado, Património Imaterial da Humanidade da UNESCO

 

O “Na Esquina do Tempo”, regozija-se com o facto e propõe o livro Fado, Portugal, 200 Anos de Fado, que é uma viagem ao mundo do Fado.

 

A obra foi lançada em Setembro úiltimo e integra dois cds com 50 fados, numa edição de luxo comemorativa dos 200 anos de fado, em edição bilingue, português e inglês, para que possa ser apreciada por todos os admiradores, em todo o mundo, numa edição da Seven Muses MusicBooks.

 

Este livro reúne a informação essencial sobre o fado, fazendo uma pequena viagem cronológica pela sua história e protagonistas, das origens ao século XXI. Resultou de uma extensa pesquisa, cruzando vários dados numa forma factual.

 

Fala da sua definição morfológica e expressão musical, das várias teses das origens, do seu surgimento nos anos 20 do século XIX e a sua ascensão aos salões aristocráticos, prosseguinda na evolução pelo século XX, com a projeção nos grandes palcos mundiais, do cinema nos anos 30 e 40 e o apogeu nos anos 50 e 60, com a voz de Amália Rodrigues a chegar aos quatro cantos do mundo. A história continua pelos anos 70 e 80, chegando aos anos 90, que atribuem ao fado uma nova roupagem e a uma nova geração de intérpretes que o transportou para o novo milénio.

 

Fado, Portugal inclui ainda um guia com as melhores casas de fado em Portugal e no estrangeiro, locais emblemáticos a visitar, alguns sítios recomendados na internet e sugestões de dez discos, livros e filmes importantes. Contém fotografias exclusivas de Susana Pereira e texto de Samuel Lopes.

 

Os dois discos proporcionam uma viagem da tradição para a modernidade, estando o primeiro CD gravado com Fado Tradicional, com gravações dos anos 30 aos 50, de artistas consagrados. O segundo CD é com Fado Contemporâneo e participam artistas das gerações dos anos 90 ao século XXI. (Fonte).

 

Título: Fado, Portugal, 200 Anos de Fado

Autor: Samuel Lopes (texto), Susana Pereira (fotos)

Ano de Edição: 2011

Editora: SevenMuses MusicBooks

 

 

___________

 

"Distinção é uma alegria numa altura em que Portugal precisa de notícias positivas" – Secretário de Estado da Cultura de Portugal, Francisco José Viegas (Ler aqui).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Djack a 27.11.2011 às 22:43

É claro que todos os lusófonos devem ficar contentes com este simpático galardão. Mas... mas... mas... todos os lusófonos, para além de agora supostamente irem ouvir mais fados, devem unir-se numa campanha pela morna - que está ao nível do fado ou do tango e merece galardão idêntico.

Morna a Património Mundial! Toca a andar!...

Braça
Djack

De Joaquim ALMEIDA (Morgadinho) a 28.11.2011 às 21:11

Fico tao contente como se eu fosse português e orgulhoso de ver a mùsica da minha terra ,elevada ao Patrimonio Imaterial da Humanidade ,da UNESCO ,que é o FADO .Um povo que se orgulha da sua mùsica é um povo que se orgulha da sua tradiçao e dos seus costumes .A mùsica ,-a meu ver- é a arte mais proxima da sensibilidade de um ser humano ,é a arte mais adecuada para estimular o seu estado de espirito ,em qualquer momento, que seja de felicidade como também nos momentos infelizes da sua vida. Se digo isso é porque tenho lido nesses ùltimos tempos ,artigos irresponsàveis, sem nexos ,procurando desvalorizar a mùsica de Cabo Verde ,ou melhor dizer ,procurando desvalorizar A NOSSA MORNA ,por razoes inesplicaveis que francamente gostariamos de saber por que motivo e quém ganharia com isso?.. Espero que dia ,as entidades competentes venham a fazer a mesma coisa ,ou seja tomar medidas para que a nossa mùsica possa ser considerada ,como bem ela merece. Para terminar ,deixo aqui expresso uma das liçoes que eu aprendi com o meu professor de mùsica , José Reis ,dizendo-me nesses termos ; Almeida , a morna é mais velha do que o fado .Quando o fado nasceu ,a morna jà existia !... PARADOXO !... Retribuo ao nosso amigo "Djack" qu'el braça de cabo-verdianidade !. Um Criol na Frânça ; Morgadinho !..

De Luís Paulo Rodrigues a 28.11.2011 às 13:59


O fado é património mundial. É um grande desafio e uma grande oportunidade para vários responsáveis do Governo português, nomeadamente da Cultura, da Economia e do Turismo. Tal como no fado, também na economia e no turismo só quem tem unhas é que toca guitarra.“

De João Sá a 28.11.2011 às 15:14

Estimado,
Este tão oportuno post está em devido destaque na Rede do SAPO Cabo Verde.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by