Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tributo ao Poeta Guilherme Dantas

Brito-Semedo, 24 Mar 10

 

 

(Ao exímio poeta cabo-verdiano, Guilherme da Cunha)

 

 

Porque és grande, hão-de os vindouros

Dar-te a sagração dos hinos.

 

- Tomás Ribeiro

 

 

Grande e altivo o teu estro se levanta,

um brilhante porvir mostrando à pátria,

insigne artista, ó génio dos cantores,

laureado homem que Cabo Verde espanta

há nos teus versos esse nobre encanto,

essa harmonia, que o leitor fascina.

radiante acorda a maviosa lira,

maravilhando a todos com teu canto.

enflora a estrada que à glória conduz...

 

diviniza, honra a tua excelsa pátria!

a musa tua é maviosa e meiga,

 

Clarão infindo que entre nós reluz.

um estro igual ao teu quisera ter.

não nasci, como tu, grande poeta;

há apenas no meu canto o regozijo,

a ufania do teu patrício ser.

 

 

José Lopes da Silva Sénior

 

(Cabo Verde – S. Nicolau)

 

 

Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro, Lisboa, 1889

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by