Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Badizin d' Praia

Brito-Semedo, 15 Mai 10

Praça.jpeg

Praça Alexandre Albuquerque, Praia. Foto Arquivo Histórico Nacional (AHN), Praia

  

O futebol marcou os meninos da minha infância. Tínhamos mesmo ao lado do nosso bairro a sede do Grémio Desportivo Castilho[1], com uma equipa filiada no Belenenses Club de Portugal, e nas traseiras das nossas casas um campo de futebol, o Estádio da Fontinha, para onde dávamos o pinote para ver os jogos.

 

Tínhamos também uma equipa de juniores, os “Castilhanos”, um largo onde jogávamos à bola e muitos e bons jogadores como Tóva de Nha Júlia, Sûa de Nhô Guste e Hermínio de Nhô Germano, apenas para falar dos mais velhos, que eram nossos vizinhos. O meu tio Lalela, inclusive, chegou a ser um craque, jogando, primeiro, nas equipas do Castilho e doDerby e, depois, em Portugal, terminando a sua carreira como treinador da Selecção Nacional de Cabo Verde. Muitos outros, por vezes vários irmãos na mesma família, como foi o caso dos irmãos Paris, e alguns mais novos que eu, viriam a seguir o caminho do futebol.

 

Apesar dessa proximidade, nunca fui um “fominha de futebol” nem mesmo disputado pelas equipas dos nossos jogos de bola-de-meia – golo-a-golo ou cinco-trocada-dez-acabada – antes pelo contrário, eu era sempre o último da escolha. Diga-se, com muita pena minha!

 

Por essa altura, as finais da Taça de Cabo Verde, disputadas entre as equipas campeãs de futebol da Praia e de S. Vicente, eram um acontecimento marcante, com uma forte rivalidade e uma grande dose de bairrismo de parte a parte, especialmente se era a equipa adversária a ganhar.

 

É facto curioso como foram duas dessas finais da Taça de Cabo Verde, de que não assisti a nenhuma – a do Boavista Futebol Club da Praia contra o Sport Club Mindelense de S. Vicente, em 1963, e a do Club Desportivo do Derby de S. Vicentecontra a Associação Académica da Praia, no ano seguinte – que tiveram um desígnio especial na minha vida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • joão

    Amigo de Mindelo, sabe "o que é ser inventor"? Enc...

  • Sandro

    Amei esse "BAÚ" só tem preciosidade! 

  • Gilson

    Musicas muito bonitas, acho muito legal musicas ap...

subscrever feeds

Powered by