Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bosquejos dum Passeio ao Interior

Brito-Semedo, 26 Jul 10

 

 

Bosquejos é, como o próprio nome indica, uma reportagem-pintura, ou "as impressões de [uma] viagem caseira" que o autor [Guilherme Dantas] realiza a seguir a ter regressado a Cabo Verde, em 1869, depois de uma longa ausência em Mafra.

 

Na impossibilidade de reproduzir este texto aqui, por ser extenso, cerca de setenta páginas A4, apresento uma súmula desse precioso documento.

 

Embora publicado em primeira-mão em 1878, no Independente (Praia, 1877-1889), o jornal mais antigo a ser publicado em Cabo Verde, este texto foi escrito, segundo o próprio autor, Guilherme da Cunha Dantas, por volta de 1869, e retocado em 1886, que é o mesmo que dizer, dois anos antes da sua morte.

 

A data da escrita do texto, melhor, as datas, os nomes de alguns Governadores e de outras personalidades, e a referência a um "desmazelado Governo" indexam para uma época específica que importa conhecer, pois que serve de pano de fundo a toda a narração.

 

Cunha Dantas, ao criticar os governos da Província, criticava, em última instância, o governo monárquico da Regeneração, assumido em 1851 pelo Marechal Saldanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Wilson Candeias

    Caro Professor Brito SemedoCabo Verde precisa de p...

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

subscrever feeds

Powered by