Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

"1822"

Brito-Semedo, 7 Nov 10

 

Depois de 1808, é a vez de 1822 

 

A fuga da família real portuguesa para o Rio de Janeiro, duzentos anos atrás, pavimentou o caminho do Brasil rumo à Independência. A volta da corte de D. João, em 1821, a Lisboa e suas consequências é o tema que o jornalista e escritor Laurentino Gomes explora no recém lançado 1822. Autor do best-seller 1808, Laurentino dá sequência a sua busca histórica e conta como foram os anos que antecederam a proclamação da República do Brasil. Resultado de três anos de pesquisas e composta por 22 capítulos intercalados por ilustrações de fatos e personagens da época, 1822 – Como um Homem Sábio, uma Princesa Triste e um Escocês Louco Por Dinheiro ajudaram D. Pedro a Criar o Brasil – um País que Tinha Tudo Para Dar Errado, cobre um período de 14 anos, entre 1821, data do retorno da corte portuguesa de D. João VI a Lisboa, e 1834, ano da morte do imperador Pedro I.


O livro procura explicar como o Brasil conseguiu manter a integridade do seu território e se firmar como nação independente em 1822. A Independência resultou de uma notável combinação de sorte, acaso, improvisação, e também de sabedoria de algumas lideranças incumbidas de conduzir os destinos do país naquele momento de grandes sonhos e perigos.


O Grito do Ipiranga foi uma consequência óbvia e inevitável da chegada da corte de D. João ao Brasil. É quase impossível entender a Independência sem observar as grandes e profundas transformações ocorridas na antiga colônia portuguesa nos 13 anos anteriores como resultado da permanência da família real nos trópicos – diz Laurentino.

Além de relembrar o Grito da Independência, 1822 fala das dificuldades enfrentadas pelo Primeiro Reinado (1822-1831) no Brasil, da abdicação de D. Pedro, em 1831, e sua volta a Portugal para enfrentar o irmão D. Miguel, que havia tomado seu trono, e a morte de D. Pedro em 1834.


Laurentino é paranaense, jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná e, com seu primeiro livro, 1808 vendeu mais de meio milhão de exemplares – livro que também lhe rendeu o Prêmio Jabuti de 2008 de Não-ficção e Melhor Livro Reportagem.

in Diário Catarinense

Título: 1822

Autor: Laurentino Gomes

Editora: Porto Editora

Edição de 2010

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by