Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quando Dodô e Osmar resolveram colocar caixas de som em cima de uma caminhonete velha e sair pelas ruas de Salvador tocando uma espécie de frevo abaianado, temperado com os acordes elétricos de suas guitarras, não imaginavam estar inaugurando uma tradição no carnaval da Bahia. O trio elétrico arrasta hoje milhões de foliões. E não foi só em Salvador que a festa de rua nos dias de carnaval ganhou proporções tão gigantescas.


No Recife, o Galo da Madrugada atrai mais de um milhão e meio de pessoas, e está no livro dos recordes como o maior bloco carnavalesco do mundo. No Rio de Janeiro, o desfile no Sambódromo é televisionado para mais de 180 países - um espetáculo de alcance global.


No Almanaque do Carnaval, o historiador André Diniz conta como isso tudo começou, conduzindo o leitor em uma viagem no tempo. Mais do que uma história do carnaval, o livro é uma história dos gêneros musicais identificados com essa festa: o samba, a marchinha, o frevo e o axé.


O leitor vai se deparar com canções, compositores e intérpretes que marcaram época e com os que ganham destaque na atualidade. São pequenas biografias, casos curiosos e informações sobre o contexto político, social e cultural de cada período. E o autor ainda aborda fenômenos de mercado como Ivete Sangalo e É o Tchan, rompendo as barreiras impostas pela crítica tradicional.

 

Título: Almanaque do Carnaval - A História do Carnaval, o que Ouvir, o que Ler, Onde Curtir

Autor: André Diniz

Edição: Zahar Editores / 2008
Número de Paginas: 272

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Documentário que exalta anónimos do Carnaval

 

O samba que mora em mim é um documentário ambientado no Morro de Mangueira na cidade do Rio de Janeiro no período do pré-carnaval. O ponto de partida é a quadra da escola de samba Estação Primeira de Mangueira lugar do reencontro da diretora Georgia Guerra-Peixe com sua própria história. É no inicio do documentário em primeira pessoa que a diretora conta o que o carnaval sempre significou na sua família e na sua vida. Da quadra ela parte para subir o morro pela primeira vez movida pelo desejo de ir alem do samba. Se eu pudesse calar uma escola de samba. O olhar muito particular da diretora conduz este deixar-se ir continuo pelo morro um caminhar que naturalmente vai adquirindo variações melódicas e cadências rítmicas diferentes resultando na composição do que poderia ser chamado de samba enredo documental ou um samba de olhar. Além da quadra mora o samba de Georgia Guerra-Peixe. Um samba que é jeito de ser de viver e também mas não só de cantar e dançar (Trailer do Filme).

 

Título original: The Samba Within Me

Duração: 72 minutos (1 hora e 12 minutos)

Gênero: Documentário

Direção: Georgia Guerra-Peixe

Ano: 2010

País de origem: BRASIL

Data de lançamento: 11/02/2011

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by