Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escola de Samba Tropical

Brito-Semedo, 7 Mar 11

 

Música Oficial do Samba Tropical para 2011

 

Fundação: A Escola foi fundada em 17 de Novembro de 1988

Estatutos da Escola : A 10 de Dezembro de 2010, numa assembleia geral realizada no Hotel Porto Grande, a Escola aprovou os seus estatutos passando a ser Associação "Escola de Samba Tropical".

Destes estatutos, destacam-se alguns artigos:

 
Artigo 1º - Definição
Escola de Samba Tropical - Associação, adiante somente designada por “Escola de Samba Tropical”, criada a 17 de Novembro de 1988, de harmonia com os princípios de liberdade de constituição, inscrição, organização, democracia interna e independência face ao Estado, estabelecidos pelo regime jurídico das associações recreativas, cívicas e sociais, rege-se pelos presentes estatutos.

 
Artigo 2.º Símbolos da Escola de Samba Tropical  

1. A Bandeira e o Emblema são símbolos da Escola de Samba Tropical.
2. A Bandeira e o Emblema reflectem uma composição harmoniosa com predominância das seguintes cores e elementos:

Bandeira - Representada pelas cores azul laranja e amarelo.
Azul - o céu e o mar das nossas ilhas

Laranja - o sol do nosso arquipélago

Amarelo - Calor, brilho jovialidade e alegria da nossa Escola.
Na parte central, uma cesta de frutas tropicais dentro dum círculo laranja e inscrição da “Escola de Samba Tropical” em tom amarelo à volta do circulo;
Emblema – representado por duas palmeiras numa ilha com as cores verde, azul e branco;

Verde – A esperança de ver a nossa Escola crescer e florir;
Azul – mar

Branco – paz

 
Artigo 3º Objectivos

São objectivos da Escola de Samba Tropical:

a) Contribuir para a promoção e participação em actividades carnavalescas, culturais, sociais e recreativas visando o seu desenvolvimento junto da sociedade;

b) Colaborar com o Estado, Câmaras Municipais, Associações afins e outras Pessoas Públicas ou Privadas, para prática regular e massiva dessas actividades;

c) Promover a solidariedade social

 
Artigo 7º Âmbito

Podem associar-se à Escola de Samba Tropical todas as pessoas singulares e colectivas com idoneidade moral e cívica, designadamente as empresas que desenvolvem actividades no âmbito dos objectivos previstos no artigo 3º.

 
Artigo 8º Atribuições

1 – A fim de prosseguir o seu objectivo de promoção e desenvolvimento do carnaval, são atribuições da Escola de Samba Tropical:
a) Promover e realizar desfiles carnavalescos:

b) Contribuir para elevação da música caboverdeana de Carnaval;
c) Fomentar acções que contribuam para manter viva a memória cultural, a promoção artística nas áreas de música, pintura, escultura, confecção de trajes e outras;

d) Promover intercâmbio com entidades especializadas, nacionais e internacionais, para o desenvolvimento, formação, produção e divulgação de informações e conhecimentos nas áreas anteriormente descritas;
e) Contribuir para definição e promoção dos produtos e serviços ligados ao carnaval;

f) Cooperar com as organizações não governamentais, nacionais ou estrangeiras, na promoção e divulgação do nosso carnaval;
g) Exercer todas as demais actividades que não contrariem os objectivos definidos nos presentes estatutos e que não sejam proibidas por lei; 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escola de Samba Tropical (1989)

Brito-Semedo, 6 Mar 11

Símbolos da Escola de Samba Tropical

 

Carro alegórico do 1.º desfile, ano de 1989

 

Escola de Samba Tropical onde convivem diferentes gerações de foliões

 

Luísa Morazzo, a dinâmica Presidente da Escola de Samba Tropical

 

Fotos: Propriedade Escola de Samba Tropical

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by