Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Numa época em que as mulheres estavam confinadas à família, à música e aos bordados, Antónia Pusich defendeu que deveriam também aprender a ler e a escrever para poderem participar na vida social e política do País. Através dos jornais que fundou despertou nas mulheres o sentido cívico que viria a ser uma realidade nos séculos que se lhe seguiram. Conheça-a e admire-a.

 

Pusich.jpeg

 

   Antónia Gertrudes Pusich

 

São Nicolau, 1 de Outubro de 1805 – Lisboa, 6 de Outubro de 1883

 

 

Antónia Gertrudes Pusich foi a primeira mulher no nosso país [Portugal] que, como jornalista e directora de publicações periódicas, pôs o seu nome no cabeçalho, sem se esconder, como até aí outras mulheres o haviam feito, atrás de um pseudónimo masculino.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Joaquim ALMEIDA

    Inteiramente de acordo com a Gilda !.A mais bela c...

  • Anónimo

    Monte cara também,seria um bom nome para a nossa c...

  • eduardo monteiro

    Mindelo a minha eterna enamorada, a vida verdadeir...

subscrever feeds

Powered by