Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Esta é a história de Zorbas, uma gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.


Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota.

Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luis Sepúlveda oferece-nos neste seu livro já clássico uma mensagem de esperança de altíssimo valor literário e poético (Fonte).

 

Título: História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar

Autor: Luis Sepúlveda

Edição/reimpressão: 2010

Páginas: 144

Editor: Porto Editora

 

Luis Sepúlveda nasceu em Ovalle, no Chile, em 1949. Da sua vasta obra, toda ela traduzida em Portugal, destacam-se os romances O Velho que lia Romances de Amor e História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar, ambos já adaptados ao cinema. Mas Mundo do Fim do Mundo, Nome de Toureiro, Patagónia Express, Encontros de Amor num País em Guerra ou Diário de um Killer Sentimental, por exemplo, conquistaram também, em todo o mundo, a admiração de milhões de leitores.


Em 2009, é publicado A Sombra do que Fomos, distinguido com o Prémio Primavera de Romance. Em 2010, é editado Histórias Daqui e Dali, um conjunto de 25 relatos onde as palavras do autor nos remetem para um mesmo território literário: o território dos derrotados que se negam a aceitar a derrota.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cestaria em Selos

Brito-Semedo, 17 Mai 11

Ilha de S. Nicolau

Ilha de Sto. Antão

Ilha de Santiago

Ilha da Boa Vista

Des. Leão Lopes, 2002

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

subscrever feeds

Powered by