Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em Saudação ao Dia de África

  

O I Encontro Nacional sobre Investigação e Desenvolvimento (ENID 1), realizado na Praia nos dias 12, 13 e 14 de Novembro de 2009, sob o mote investigação – integração regional – desenvolvimento, foi reconhecido por todos os que nele participaram como tendo sido “um momento de grande relevância e pertinência para conhecer o estado da arte da investigação em Cabo Verde, ou sobre Cabo Verde e outras realidades da Região”, nas palavras da Presidente da sua Comissão Científica.

 

O interesse que o ENID 1 suscitou na camada académica caboverdiana ficou patente no sem-número de inscrições que se verificaram e na resposta dos inscritos às solicitações da Comissão Científica.

 

O livro agora dado à estampa, Investigação Científica e Integração Regional: Realidade e Perspectivas, tem por intenção dar a conhecer as comunicações, as conferências, os discursos e as reflexões produzidas no âmbito do I Encontro Nacional Sobre Investigação e Desenvolvimento e servir de Actas do Encontro.

 

A obra segue a estrutura geral desse Encontro, de acordo com os grandes temas ali apresentados, com uma sequência consentânea quer com a lógica e a afinidade das comunicações quer com o desdobramento dos temas.

 

A Mensagem do Presidente da Comissão de Honra – o Presi­dente da República de Cabo Verde – abre a sequência dos registos.

 

Segue-se a importante Declaração da Praia sobre Investigação e Desenvolvimento, que foi construída ao longo dos trabalhos e apresentada no final à assembleia. Porém, pela sua centralidade face aos resultados do evento, vem apresentada nas primeiras páginas do livro, esperando que se revele um marco para o progresso da área no país e na região.

 

As intervenções iniciais completam-se com o Discurso de Abertura pelo Presidente do Comité de Pilotagem do Projecto do Instituto de África Ocidental – o Ministro dos Negó­cios Estrangeiros de Cabo Verde – e a conferência sobre A Ciência e Alguns dos seus Valores, do Doutor António Coutinho, Presidente do Instituto Gulbenkian de Ciência, pertencente à Fundação Calouste Gulbenkian, de Portugal.

 

A Parte I – Projectos de Investigação Académica – com vinte e três comunicações, desdobra-se nas temáticas de Vulcanologia e Energia; Ciências do Mar e Ciências Agrárias; Sociolinguística e Educação; e Ciên­cias Políticas, Económicas e Sociais.

 

A Parte II – Projectos de Investiga­ção-Acção – abrange oito comunicações, sendo as áreas as mais diversas.

 

A Parte III – Integração Regional e Cooperação Inter-Regional para o Desenvolvimento – abrange cinco comunicações e uma conferência, esta segundo o interessante tema da Ciência e Inovação, pelo Director do Serviço de Ciência da Fundação Calouste Gulbenkian, de Portugal, o Doutor João Caraça. Segue-se a conferência da Sessão de Encerramento – Conhecimento e Desenvolvimento: Idéias sobre a Formação da C&T em Cabo Verde – proferida pelo Doutor Hélio Barros, do Ministério da Ciência e Tecnologia do Brasil.

 

O livro termina com uma Conclusão analítica sobre o evento e os seus resultados, que aborda a temática cen­tral da Investigação e Desenvolvimento: O estado da Arte, pela Presidente da Comissão Científica, Doutora Maria Emília Catela.

 

O Programa, a composição das Comissões – de Honra, Organizadora e Científica – e a lista dos Participantes podem ser consultados no Anexo.

 

Os estudos apresentados no Encontro, agora organizados em livro, foram agrupados em grandes áreas científicas ou grupos de áreas, que mostraram a preocupação com as questões prementes da vida caboverdiana, nomeadamente os perigos geológicos ligados aos vulcões, a produção de água potável por dessalinização e a penetração das energias renováveis. O mar, como fonte de recursos, esteve também presente, assim como questões da produção agrícola. Já na vertente do progresso social, a educação foi um importante foco de convergência, associado à sociolinguística, naturalmente com a preocupação quer da formação de professores quer da língua de ensino – crioulo versus português. Temas tão diversos como a imigração, a cidadania, a nutrição, o turismo, a economia, entre outros, tiveram também a atenção dos investigadores.

 

O ENID 1 fica, pois, completo com a publicação desta obra. A Doutora Maria Emília Catela e eu, enquanto organizadores do livro, procurámos ser tão fiéis quanto possível às produções originais, com a preocupação de que o resultado final fosse um produto consentâneo com o espírito do evento, mantivesse a sua qualidade e se mostrasse relevante e útil para o propósito que enformou o Encontro. Esperamos que este livro dê tanto prazer aos seus leitores como deu aos organizadores a sua elaboração, bem como a sua participação na realização do ENID 1, um marco na história da Investigação e De­senvolvimento de Cabo Verde.

 

A concluir, não posso deixar de me referir ao Patrocinador, o Banco de Cabo Verde, já que sem patrocinador não há obra, para felicitar a sua disponibilidade e envolvimento em mais este acto de mecenato, de que vem dando provas de há muito, ligando o seu nome a obras de referência da nossa bibliografia literária e histórica, como a edição do Cântico da Manhã Futura, de Oswaldo Alcântara/Baltasar Lopes (1986) e Terra da Promissão, de António Aurélio Gonçalves (1998) e o patrocínio para a reedição facsimilada e anotada dos quatro volumes de Subsídios para a História de Cabo Verde e Guiné, de Christiano José de Senna Barcellos (2004), e desta obra Investigação Científica e Integração Regional: Realidade e Perspectivas. Por tudo isso, o meu “bem haja”!

 

Título: Investigação Científica e Integração Regional:

Realidade e Perspectivas

Organizadores: Manuel Brito-Semedo e Maria Emília Catela

Edição: 2011

Editora: IAO/IBNL

 

Lançamento do livro sobre investigação científica marca celebração do dia d´África (Aqui)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • amendes

    Viva Nhô Balta - Sempre!Nos muitos discursos que, ...

  • Joaquim ALMEIDA

    Falando deste " fazedôr de milagres " , que era Dr...

  • FERNANDA BARBOSA

    Depois de tomar conhecimento do conteúdo do texto,...

subscrever feeds

Powered by