Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Exposição de Pintura, 17H30 

 

 

Apresentação de Livro, 18H30

 

Sexta-Feira, dia 10

 Capitania Velha, Rua d'Praia

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

'Quinze Pontos na Alma'

Brito-Semedo, 8 Jun 11

 

Lisboa. Princípio da noite. Um dia igual aos outros. Simone sai do trabalho atrasada para uma festa. Tem vinte minutos para chegar a Oeiras.

Assim que entra no Viaduto Duarte Pacheco vive um estranho acontecimento irá mudar a sua vida para sempre. Um homem de trinta anos, Guilherme, está pronto a saltar. Simone sai do carro e aproxima-se tentando salvá-lo.


Qualquer coisa os une. Um beijo. Simone abre os olhos mas já não o vê. Ficou com o último beijo deste homem que agora quer conhecer.

Agora, numa cidade repleta de mistérios, Simone tenta descobrir quem é aquele homem, vivendo uma aventura para lá da sua imaginação. Um mistério que se transforma em obsessão. Simone introduz-se na família de Guilherme e faz-se passar por namorada, amante, mulher procurando conhecer o homem que nunca chegou a ter.

Simone tinha um marido, uma casa, uma vida perfeita. Agora tem um sonho que não pretende deixar fugir mesmo que isto signifique deixar tudo para trás. Guilherme é o resgate do sonho, do perigo, do desafio, porqueàs vezes ter tudo não chega.

 


O REALIZADOR


Vicente Alves do Ó assinou a sua entrada no mundo do cinema em 2000 com dois telefilmes da Sic - Monsanto e Facas e Anjos, e a colaboração no projecto de António Pedro Vasconcelos Os Imortais.


Desde então, divide-se entre o trabalho como argumentista de realizadores como Francisco Manso, Solveig Nordlund, Leonel Vieira, António da Cunha Telles e a realização de curtas-metragens como "Entre o Desejo e o Destino" "Castelos no Ar " e "A Assassina Passional Está Louca!".Recentemente, Vicente Alves do Ó lançou um romance, escreveu o filme "O INIMIGO SEM ROSTO" baseado no livro da magistrada Maria José Morgado e prepara a sua segunda longa, "Florbela", com rodagem marcada para 23 de Maio, a história da vida e obra da grande poetisa portuguesa Florbela Espanca (Fonte).

Com
Rita Loureiro, João Reis, Marcelo Urgeghe, Dalila Carmo, Carmen Santos, Ivo Canelas, Júlia Correia-Lagos, Rui Morisson, Ricardo Silva, Miguel Ferreira, Ana Lúcia Palminha, Cristina Vilhena, Filipe Vargas, Ana Moreira e Luís Lucas.

 

Direcção de Fotografia Luís Branquinho; Direcção de Arte João Nunes;
Figurinista Paulo Gomes; Som Vasco Pimentel, Elsa Ferreira, Branko Neskov;
Montagem João Braz; Música Pedro Janela dos Casino Royale;
Produtores António da Cunha Telles, Pandora da Cunha Telles;

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

subscrever feeds

Powered by