Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

'Eden', Filme sobre o cinema em Mindelo

Brito-Semedo, 13 Jun 11

 

O documentário 'Eden' do fotógrafo e cineasta português Daniel Blaufuks, e produzido pela David & Golias, foi premiado pelo Júri TAP como melhor documentário de longa metragem português, na 9ª edição do Festival  de Cinema Independente - Indie Lisboa 2011. A estreia em Cabo Verde está marcada para o dia 30 de Junho, no Mindelo, e 1 de Julho, na Praia.
 

'Eden' começa com uma viagem pelos tempos áureos da sétima arte, em Mindelo, pela voz de testemunhos de vários cinéfilos ligados à história dos cinemas Eden-Park e Park Miramar, para ancorar nas primeiras aventuras cinematográficas levadas a cabo na ilha, no final dos anos 40, inícios de 50, por um grupo de actores amadores - o Cineclube de Amadores.

 

Dos quatro filmes realizados na época, em Mindelo - "A Força da Cobiça", "O Guarda Vingador", "Tchang, o Terror de Mindelo" e "O Segredo de Um Coração Culpado", apenas o primeiro sobreviveu às vicissitudes do tempo. E é a relação entre este filme-mistério, as suas personagens e o histórico (hoje saudoso) cinema Eden-Park que serve de base ao documentário.

[...]

 

Quando o Texas era na Ribeira de Vinha

 

Na época de ouro de 'Mindelwood', a aridez de São Vicente servia na perfeição de 'vasta' pradaria, em "O Guarda Vingador", com índios e cowboys cavalgando... num só cavalo. É que a produção não possuía mais do que um animal para todas as cenas. "Era preciso pintá-lo de branco, com cal, de um lado, e de outras cores, do outro lado, mudando-o de posição dava a ideia de termos vários...", conta um dos protagonistas. "Outras vezes, os tipos que morriam atingidos, quando a câmera passava, eles davam a volta por trás para voltarem a ser mortos na cena seguinte, e noutras cenas a mesma pistola ia mudando de mão..."

 

A Morte do Eden-Park

 

À semelhança do famoso filme "Cine Paraíso", a lenta agonia do cinema Eden-Park - adquirido, entretanto, por um particular, para outros fins - foi um golpe duro para os amantes do cinema, em Mindelo. Uma história, aliás, que se vem repetindo um pouco por todo o mundo. E o que resta são os seus órfãos e as suas memórias.

 

Mindelo não foge a essa realidade, como explica Blaufuks: "Sim, o caso do Mindelo não é de todo único, em todo o mundo assistimos ao fim das salas de cinema, ao seu desaparecimento físico ou à sua substituição por salas pequeninas sem condições muito melhores do que uma boa projecção caseira. A importância da sala de cinema como ponto de encontro, de discussão e de lazer para uma sociedade tem sido sucessivamente ignorada por todos.

 

 

[...]

 

De volta ao Mindelo

 

'Eden' será, incontornavelmente, visto como uma espécie de homenagem ao cinema em São Vicente. A evocação de uma época em que jovens cinéfilos discutiam os filmes e vestiam de luto pela morte dos seus actores preferidos - chegando mesmo a receber os pêsames sinceros por parte dos amigos. Do tempo em que o cinema era a grande saída do isolamento, janela com vista privilegiada para o mundo, e que ajudou a formar o carácter e a cultura de várias gerações.

 

De acordo com o realizador, o filme deverá ser visto brevemente no Mindelo: "Há planos para ir apresentar o filme ao Mindelo, às pessoas que tanto deram para que este filme acontecesse. Infelizmente, lá está, não há lá nenhuma sala de cinema para apresentar o filme e teremos assim de recorrer a uma projecção deficiente. Em relação às outras ilhas e à diáspora, estamos a enviar o filme para festivais em cabo verde e estou aberto a convites e propostas. As iniciativas devem também partir destas comunidades e não esperarem que o “circo” passe por lá por acaso....

 

Mais de cinquenta anos depois, o filme "O Segredo de Um Coração Culpado" e os seus protagonistas, voltam a ser notícia. Na altura, o jovem Alberto Rui Machado não pôde ver o filme, no Eden-Park, com o projector de 8 mm instalado a meio da sala: "Era interdito a menores de dezoito, por causa do suicídio final e a cena do beijo...", revela, já no final da estreia de "Eden", no Grande Auditório da Culturgest, em Lisboa.

 

Documentário, Portugal 2011, 64’, Beta Digital PAL
Argumento: Daniel Blaufuks
Fotografia: Daniel Blaufuks, Rui Xavier
Música: Various
Som: Adriana Bolito
Montagem: Daniel Blaufuks, Pedro Duarte
Produtor: Fernando Vendrell
Produção: David E Golias

 

– Joaquim Arena (ler o artigo completo).

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • amendes

    Viva Nhô Balta - Sempre!Nos muitos discursos que, ...

  • Joaquim ALMEIDA

    Falando deste " fazedôr de milagres " , que era Dr...

  • FERNANDA BARBOSA

    Depois de tomar conhecimento do conteúdo do texto,...

subscrever feeds

Powered by