Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Nocturno de Mindelo

Brito-Semedo, 15 Nov 11

 

- Fátima Bettencourt, Praia

 

Na minha meninice cheguei a alimentar alguns complexos ligados ao lugar que ocupava na sequência dos filhos. Situada entre dois irmãos, eu sabia que não me eram devidos nem o respeito de primogénita nem os privilégios de codé. Isso não só me incomodava como aguçava a minha atenção aos mais ínfimos detalhes do tratamento dedicado aos manos, o que, com o tempo me granjeou a fama de atrevida e rebelde. Consolava-me o facto de ser a única menina da casa, mal sabia eu quanto tal distinção seria penalizadora para mim, pelo menos no que tocava a tarefas domésticas.

 

A minha infância passada no campo não me dava tempo de alimentar traumas, pelo contrário, acabei conquistando certas regalias do reino masculino, tais como participar em provas de corridas de cavalos em que estes eram substituídos por paus de vassoura e apanhar ninhos de pardais, sendo certo que a clandestinidade que envolvia esta última actividade, mais me ajudava a impor uma igualdade que para os meninos machos da casa, era sempre discutível.

 

Rua de Lisboa, Foto MonteCara Soncent

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by