Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saguão que receberá as estrelas do cinema
Foto: Getty Images
 

A 69.ª edição do Globo de Ouro acontece neste domingo (15) no hotel Beverly Hilton de Los Angeles com o filme The Artist como grande favorito, nos quais Pedro Almodóvar aspira ao prêmio de melhor filme de fala não inglesa com A Pele que Habito.

  

Os resultados destes prêmios, outorgados pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) e considerados tradicionalmente a antessala dos prêmios Oscar, darão o tom para a grande festa do cinema, que acontecerá no dia 26 de fevereiro no Teatro Kodak.

 

 A festa dos Globos de Ouro, na qual o polêmico humorista Ricky Gervais será pela terceira vez consecutiva mestre de cerimônias, começa às 17h (horário local, 23h de Brasília), e será testemunha do duelo entre The Artist, com seis indicações, e Histórias Cruzadas e Os Descendentes", empatados com cinco.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

JOSÉ Augusto Neves CARDOSO PIRES, (São João do Peso, 2 de Outubro de 1925 — Lisboa, 26 de Outubro de 1998) foi um escritor português.

 

Unanimemente considerado um dos maiores escritores portugueses do século XX, numa galeria onde podemos encontrar nomes como José Saramago ou António Lobo Antunes, a sua carreira literária está marcada pela pela inquietação e pela deambulação. Autor de dezoito livros, publicados entre 1949 e 1997, não se identifica com nenhum grupo, nem se fixa em nenhum género literário, apesar de ser considerado sobretudo como um romancista. A sua relação mais duradoura no campo literário deu-se com o movimento neo-realista português, até ao 25 de Abril de 1974, justificada com a oposição ao regime autoritário português. A inserção da sua obra no neo-realismo é, por essas razões, contraditória. Frequentou também os grupos surrealistas, no início da década de 1940. Foi influenciado pela estética de Hemingway, pela narrativa cinematográfica, o que resulta em discursos curtos e diálogos concisos. O Delfim, de 1968, é geralmente considerado a sua obra-prima, em que o narrador assume uma condição de forasteiro, aparentemente descomprometido com uma realidade anacrónica.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

subscrever feeds

Powered by