Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Comandante.jpeg

Foto Arquivo Histórico da Praia (IAH)

 

 

Júlio Bento de Oliveira

 

(Santo Antão, 29.Dez.1905 – 30.Abril.1984)

 

 

1. Júlio Bento de Oliveira frequentou o seminário-liceu na ilha de S. Nicolau mas não pode continuar os seus estudos por o mesmo ter sido extinto em 1917. Passando a residir na ilha de S. Vicente, tornou-se telegrafista e trabalhou na Wester Telegraph Company (o Telégrafo Inglês) de 1922 a 1958. Por várias vezes vogal da câmara municipal de S. Vicente, da qual foi vice-presidente (1943-1947) e presidente (1947-1960) realizando um importante trabalho sendo de realçar o “Plano de Electrificação do Mindelo”. Homem interessado no desenvolvimento do desporto e na formação da juventude, inspirado no modelo de checoslovaco, em 1932, fundou a organização juvenil “Sokols de Cabo Verde” que depois mudou o nome para “Falcões de Cabo Verde”. Fundou também um órgão para os filiados, o Boletim dos Falcões de Cabo Verde, que pouco durou. Colaborou no Cabo Verde – Boletim de Propaganda e Informação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar - escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato - ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto. Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível história, que, narrada por texto e imagens, mistura elementos dos quadrinhos e do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de leitura.

 

Título: A Invenção de Hugo Cabret

Autor: Selznick, Brian

Tradutor: Bagno, Marcos

Editora: SM

Edição:

Ano de Lançamento: 2007

Número de páginas: 534

Faixa etária: a partir de 10 anos

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by