Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

África, Paixão da Minha Vida

Brito-Semedo, 16 Ago 12

Desde que me lembro que a minha mãe me lê cartas da nossa família em Barsaloi. Esperava sempre ansiosamente por saber novidades ou ver uma foto recente do meu pai ou do resto da família. Claro que, entretanto, eu mesma já leio as cartas. Quando respondemos escrevo muitas vezes algo em inglês em especial para o meu pai. Muitas vezes questionei-me como seria Barsaloi e o que entretanto mudou. Acima de tudo pensava no meu pai. Como será que ele é hoje fisicamente? E será que mudou como pessoa? O que temos em comum? Perguntas como estas passam-me pela cabeça. É claro que a minha mãe me falava sempre muito dele ou levava-me para o passado com as suas histórias. Realmente tive sempre a minha própria ideia da minha segunda família no Quénia.

 

Agora sinto que chegou a hora de me pôr a caminho para conhecer as minhas raízes. É o momento certo, tanto na cabeça, como no coração. Napiri, a filha de Corinne e Lketinga Depois de ter encontrado o seu grande amor no Quénia, de se ter tonado a «Massai Branca», de ser obrigada a partir e a instalar-se de novo na Suíça, para depois regressar a Barsaloi como autora best-seller de Casei com um Massai, Corinne regressa a África numa longa viagem em que atravessa Kakaoland e visita os mais pobres de entre os pobres em Nairobi. Neste livro, mostra a energia dessa gente, o seu inesgotável optimismo, a sua vontade de viver. Sobretudo para Napirai, a filha de Corinne e Lketinga, esta viagem representa também um regresso às origens, porque ela visita a sua família africana pela primeira vez na vida. A história de Corinne é um enorme sucesso a nível mundial e comoveu os cinco milhões de leitores nos mais 30 países onde está publicada. (Fonte).

 

Título: África, Paixão da Minha Vida

Autora: Corinne Hofmann

Editora: Bertand Editora

Ano: 2012

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Ariel

    Muito bom o livro! 

  • Anónimo

    Muito obrigada por nos presentear com estas inform...

  • Léo

    Olá, realmente esse ritmo é contagiante, fico me i...

subscrever feeds

Powered by