Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Guiné-Bissau, da terra à mesa

Brito-Semedo, 4 Nov 12

 

G-B.jpeg

Na maioria dos hotéis africanos, o pequeno-almoço é à base de leite condensado, café solúvel, manteiga dinamarquesa, geleias europeias. Grande parte do arroz consumido na África vem da Tailândia. Os mercados vendem verduras europeias, cereais americanos e asiáticos. Até a carne é importada. Este é o maior desafio da agricultura africana. Os produtos tradicionais das comunidades são considerados pobres e pouco seguros do ponto de vista higiénico. Desta forma, ninguém valoriza uma riqueza extraordinária, botando em risco de desaparecimento variedades de frutas, verduras, cereais, legumes, raças animais, pães, doces... Junto com os produtos, perdem-se saberes agrícolas, culturas locais, tradições culinárias. Cultivar variedades locais, criar raças autóctones e comer produtos locais significa contribuir ao combate à pobreza, educar os jovens a se alimentarem correctamente, preservar a biodiversidade, o território, a própria identidade cultural. O Slow Food, através desta publicação, visa promover os produtos locais e as receitas tradicionais de toda a Guiné-Bissau.

 

O Slow Food é uma associação internacional com associados em mais de 150 países do mundo, promovendo o acesso a um alimento bom, limpo e justo para todos.

 

O mapeamento dos produtos tradicionais da Guiné-Bissau e a publicação deste livrinho integram um projecto realizado pelo Slow Food em colaboração com a FAO e financiado pela Cooperação Italiana do Ministério de Negócios Estrangeiros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

  • Anónimo

    Esqueci-me de me identificar no comentário anterio...

subscrever feeds

Powered by