Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adérito Sena

Brito-Semedo, 29 Dez 12

 

Sena.jpeg

 

 

Adérito Carvalho de Sena nasceu em S. Vicente a 12 de Junho de 1905.

 

Considerado o maior desportista cabo-verdiano de todos os tempos, Aderito Sena era, na realidade, um predestinado para o desporto.

 

Praticante de várias modalidades (futebol, cricket, golf, ténis e atletismo) foi, contudo, no futebol que ele mais se distinguiu. De guarda-redes a avançado-centro, em qualquer das posições monstra-se o melhor. Jogou sempre no seu Mindelense, até arrumar as botas, quando contava 50 anos de idade. Aos 32 rumou para Portugal para jogar no Boavista, permanecendo por essas paragens por um período de 4 anos. Regressou a S. Vicente para ocupar o cargo de jogador-treinador do Mindelense, empregando toda a experiência e conhecimentos adquiridos no Boavista na formação de jovens praticantes do futebol.

 

Adérito Sena viria a falecer em Portugal, em Janeiro de 1970, aos 64 anos de idade.

 

Em 1992 a Câmara Municipal de S. Vicente baptizou o ex-campo da Fontinha com o nome de “Estádio Municipal de Adérito Sena".

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mestre Pulú

Brito-Semedo, 29 Dez 12


Clarimundo Faria de Andrade, natural da ilha da Brava, Mestre Pulú, assim conhecido em S. Vicente, depois de completar 2º ano do Liceu, iniciou no ramo da marcenaria, juntamente com um velho mestre da ilha.
 
Em 1934/40 seguiu da Praia para se dedicar ao professorado na Escola Professional de Artes e Ofícios, com duas oficinas: carpintaria-marcenaria e serralharia mecânica.
 
A partir de 1956, com a abertura da Escola Industrial e Comercial do Mindelo, Mestre Pulú instala-se nesta cidade onde, como mestre de oficina, ministrou cursos de carpintaria e serralharia mecânica até 1962. Sempre teve em casa um “atelier” onde, nas horas vagas, dava largas à sua imaginação.
 

Ensinou muitos aprendizes a confeccionar peças de mobiliário, assim como o fabrico artesanal de cachimbos, de que era exímio fabricante. Comprando ferramentas no exterior ou fabricando os utensílios necessários, Mestre Pulú começou a evoluir e, em pouco tempo, os seus cachimbos passaram a ser procurados tanto por cabo-verdianos como por estrangeiros. Paralelamente aos cachimbos, foi criando novos motivos artesanais, evoluindo principalmente no fabrico de mobiliário. São igualmente famosas as suas “Cadeiras de Baloiço”com fundo em palha, assim como maquetas de embarcações.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Ariel

    Muito bom o livro! 

  • Anónimo

    Muito obrigada por nos presentear com estas inform...

  • Léo

    Olá, realmente esse ritmo é contagiante, fico me i...

subscrever feeds

Powered by