Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Estatização da Cultura

Brito-Semedo, 27 Dez 14

 

Projeto-funciona-Zona-Leste-talentos_ACRIMA2013052

 

 

À atenção de Flávio Furtado, Presidente da Federação Cabo-verdiana de Boxe

 

 

Afinal, com a criação do BUDA o Ministro da Cultura extinguiu a SOCA à socapa ou o socou nas partes baixas? Neste jogo de show boxe o BUDA, por ser peso pesado, atirou a SOCA, peso pluma, ao chão.

 

Resultado do primeiro round: BUDA 1 X SOCA 0! E continua, assim, a sanha da centralização e estatização da Cultura por esse Ministro.

 

Desde que em Abril de 2012 o Presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Autores (SOCA), o escritor Danny Spínola, acusou o Ministro Mário Lúcio de “querer colocar Djô da Silva, ‘o seu produtor’, a cobrar os direitos autorais em Cabo Verde, para além de outros jogos de bastidores a favor desse operador privado (ler o texto na íntegra aqui), que se instalou uma guerra entre a SOCA, pessoa colectiva de direito privado, e o Ministro da Cultura.

 

Em comunicado, o Presidente da SOCA afirmava na ocasião que a instituição já tinha reunidas “as condições básicas para desempenhar o seu papel de gestão colectiva dos direitos autorais em Cabo Verde e que isso só não tem [tinha] acontecido por dificuldades criadas pelo Ministério da Cultura”.

 

Ao que tudo indica, foi dado agora o troco à SOCA para confirmar o provérbio de que “garrafa não joga com pedra”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • joão

    Amigo de Mindelo, sabe "o que é ser inventor"? Enc...

  • Sandro

    Amei esse "BAÚ" só tem preciosidade! 

  • Gilson

    Musicas muito bonitas, acho muito legal musicas ap...

subscrever feeds

Powered by