Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Uma Economia do Conhecimento para SV

Brito-Semedo, 28 Mar 15

 

Mindelo.jpg

  

Discutir uma economia do conhecimento para São Vicente é o mesmo que discutir a vocação histórica desta ilha e o papel que ela pode desempenhar no desenvolvimento da região norte do país. Assim, imagino que se espere que trate o tema na perspectiva da articulação do eixo: academia (pública e privada) – sector público (governamental) – sector privado (empresarial).

 

Contudo, se Cabo Verde ainda não conseguiu superar o desafio da vulnerabilidade económica, estou convencido que isso não virá da academia intramuros, nem do sector privado fechado em si próprio nem do sector público como D. Quixote a lutar contra os moinhos de vento!

 

Segundo o Censo de 2010, a ilha de São Vicente tem uma população de 76.107 habitantes. Desses, 69.904, ou seja, pouco mais de 90%, vive na cidade, numa área total de 72 km², o que faz do Mindelo um dos espaços mais densamente povoados do país (970,88 hab./km²). A taxa de desemprego em 2012, segundo fontes do INE, era de 28,9%, muito superior à média nacional, de 16,8%.

 

Para uma população com esse perfil, a economia do conhecimento só funciona se ela se aliar, pelo menos, a mais três eixos: (i) economia criativa – economia cultural – economia solidária; (ii) protecção de serviços urbanos de qualidade – reabilitação do património edificado – preservação do património imaterial; e (iii) democracia participativa – empoderamento do tecido social – articulação com as migrações (emigrantes e imigrantes). Não esquecendo a perspectiva geracional e do género.

 

Uma visão global e sistémica da questão deverá, assim, passar, obrigatoriamente, pela articulação, não de um dado conjunto de eixos, mas de vários em simultâneo, numa perspectiva de integração e complementaridade [...].

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by