Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Mindelo.jpeg

 Avenida Marginal com Monte Cara ao fundo. Foto Zé Pereira, Nov.2014

 

 

Democracia Participativa – Empoderamento do Tecido Social – Articulação com as Migrações

 

 

[Eixo 3]

 

A Democracia Participativa é um regime onde se pretende que existam efectivos mecanismos de controlo exercidos pela sociedade civil sobre a administração pública, não se reduzindo o papel democrático apenas ao voto, mas também estendendo a democracia para a esfera social.

 

É sentimento de muitos que Cabo Verde precisa consolidar algumas conquistas e empoderar os cidadãos, atendendo às questões do género e, de uma forma transversal, as diferentes gerações, para uma maior participação política.

 

Um aspecto importante a atender é o da cidadania digital, ou seja, garantir que os “nativos digitais” (os nascidos a partir de 1985) possam efectivamente fazer uso de tecnologias, que não seja apenas estar nas redes sociais.

 

Os que, como nós, não nasceram nessa época são considerados “imigrantes digitais”. E ninguém quer ser imigrante. Todos querem ser cidadãos de pleno direito. Assim, dever-se-á misturar pessoas com perfis diferentes no ensino e no mercado de trabalho para que os mais velhos não fiquem excluídos ou à margem de tanta inovação. Este partilhar de saber do jovem nativo digital pode criar cidadãos digitais, independentemente da idade, e pode juntar sabedoria de vida com habilidades tecnológicas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by