Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Senhôra, não...!!! – Estórias

Brito-Semedo, 1 Ago 15

 

Bote.jpg

 

 

Boa tarde, Lalela, tud drêt ma bô? Naquele outro fim de semana fiquei à tua espera lá na Comp Nov para ver aquele joguinho, rapaz!


Foi um bom jogo para um jogo de reservas, Shell contra Micá, deu empate 4x4 parecia gol a gol. Linha de Cadémca tem lá uns dois bons rapazes, mas sabes como são quês mosse de Micá, sempre na brincadeira, parece jogo de d'zinfada.

 

Quem encontrei lá foi Sr. Lilin. Diazá não via ele, ainda está rijo e sempre a gritar pâ Shell... como ele diz, ele era director geral... estória de cabeça leve. Passava o dia sentado lá na porta de Shell, na rua d'Praia a dar orde pâ esquérda, orde pâ dreita, fazendo estivadores dar rizada, mas sempre divertia aquela gente durante quel traboi duro.

 

Rapaz, agora, lembrei-me daquela estória que contavam, daquela vez que ele foi servir de tist'munha de seu sobrinho, Zizin d'Paúl, que era negociante de Baía, mas mas conhecido por abastecer tud butquim de Soncente daquel bom grog, passod de contrabond, lá pa zona de Matiota, para fugir aos guardas d'Cuptania, que estavam sempre atentos para apanhar algum passador de contrabond, principalmente grog... e grog de Zizin era trap'tchod lá na Paúl mesmo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

subscrever feeds

Powered by