Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

 

pena.jpeg

 

 
O Dia Mundial da Poesia foi criado na XXX Conferência Geral da UNESCO em 16 de Novembro de 1999. O propósito deste dia é promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo.
 
O "Na Esquina" recorda neste Dia o Poeta claridoso Sanicolauense 
 
 

PEDRO CORSINO DE AZEVEDO
(1905-1942)
*

 

 

TERRA-LONGE

 

Aqui, perdido, distante

das realidades que apenas sonhei,

cansado pela febre do mais-além,

suponho

minha mãe a embalar-me,

eu, pequenino, zangado pelo sono que não vinha.

 

"Ai, não montes tal cavalinho,

tal cavalinho vai terra-longe,

terra-longe tem gente-gentio,

gente-gentio come gente".

 

A doce toada

meu sono caia de manso

da boca de minha mãe:

"Cala, cala, meu menino,

terra-longe tem gente-gentio

gente-gentio corne gente".

 

E envelheceu lá dentro

Não posso conceber

O que vêem as meninas

Dos meus olhos

Depois que sou livre.

 

Abrolhos são flores,

Amores, vida.

0 que é a magia da sombra!...

 

Agora já posso gritar:
Livre! Livre!

Tapei o poço da morte, a cantar.

 

In Claridade, N.º 4, Janeiro de 1947

 

 

* Poeta cabo-verdiano nascido em 1905, em S. Nicolau, e falecido em 1942. A sua obra é constituída por uma mera dezena de poesias, publicadas na revista Claridade. Destacam-se os belos poemas "Galinha Branca" e "Terra Longe". A sua poesia é dominada pela tensão entre o presente e o ausente, com traços de onirismo e evasão.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Anónimo a 20.03.2012 às 21:59


Permitam-me que recorde um grande amigo poeta...
Mário Fonseca

Viagem na noite longa

Na noite longa
minha alma
chora sua fome de séculos
Meus olhos crescem
e choram famintos de eternidade
até serem duas estrelas
brilhantes
E o infinito se detem em mim
na noite longa
Uma remotissima nostalgia
afunda minha alma
E eu choro maritímas lágrimas
Enquanto meu desejo heróico
de engolir os céus
se alarga
é já céu
Tenho então
a sensação esparsamente longa
de vogar no absuluto.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by