Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Acaba de ser editado em língua caboverdiana a banda desenhada belga Largo Winch, apresentada na Praia no dia 11 (no Mindelo será no dia 19 de Maio), estando já disponíveis os n.ºs 1 e 2, Arderu e Grupu W, um trabalho de tradução da dupla Nicolas Quint e Aires Semedo, edição Polvo, Lisboa, Portugal.

 

Largo Winch é uma série de banda desenhada sobre uma personagem do mesmo nome, criada em 1990 por Jean Van Hamme e desenhada por Philippe Francq.

 

O início

 

Em 1973 Van Hamme começou a trabalhar na personagem Largo Winch. Greg, à altura editor do Journal do Tintim queria entrar no mercado dos comics americanos. Para isso, pôs a trabalhar argumentistas franco-belgas (neste caso, ele e Van Hamme, porque ambos falavam Inglês) e desenhadores americanos. Foi aqui que surge a ideia de Van Hamme para usar o seu conhecimento do mundo dos negócios em um argumento (Van Hamme é economista de formação e trabalhava, à altura, para a multinacional holandesa Philips). No entanto, o projecto foi cancelado, porque os desenhadores Norte Americanos, não estavam habituados aos padrões europeus de escrita.

 

Três anos mais tarde, Van Hamme demitiu-se da Philips e decide viver da escrita. Começou a escrever romances e recicla a personagem Largo Winch. Enviou o manuscrito para uma dúzia de editoras em Paris, tendo recebido seis respostas positivas. Completamente falido, aceita a proposta da primeira editora, a Mercure de France, que publica seis romances da série entre 1977 e 1984.

 

Entretanto, Van Hamme continuou o seu trabalho como argumentista de banda desenhada, obtendo bastante sucesso com Thorgal e XIII. Em 1990, decide relançar o projecto Largo Winch e inspira-se nos seus romances, para escrever o argumento para uma série de banda desenhada. Associou-se ao desenhador Philippe Francq para a fazer, nascendo assim o primeiro volume da série. A série de banda desenhada, conseguiu obter um sucesso e uma reputação estrondosa, ultrapassando inclusive o dos romances. (Fonte)

 

Álbuns

Em Francês

L'héritier, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 11/1990

Le groupe W, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 09/1991

O.P.A., Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 11/1992

Business Blues, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 10/1993

H, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 09/1994

Dutch connection, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 06/1995

La forteresse de Makiling, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 06/1996

L'heure du tigre, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 06/1997

Voir Venise ..., Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 09/1998

... Et mourir, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 09/1999

Golden Gate, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 12/2000

Shadow, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 06/2002

Le Prix de l'Argent, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 06/2004

La loi du dollar, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 11/2005

Les trois yeux des gardiens du Tao, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 03/2007

La voie et la vertu, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Dupuis, 11/2008

 

Em Português

O herdeiro, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Bertrand Editora, 1993

O grupo W, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Bertrand Editora, 1994

O.P.A., Jean Van Hamme & Philippe Francq, Bertrand Editora, 1995

H, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Gradiva, 2006

Dutch Connection, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Gradiva, 2006

Os três olhos dos guardiães de Tao, Jean Van Hamme & Philippe Francq, Gradiva, 2007

 

Em Caboverdiano

Arderu, Polvo, 2012

Grupu W, Polvo, 2012

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by