Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

'Comer, Rezar, Amar', Filme

Brito-Semedo, 13 Ago 10

 

Comer, rezar.jpeg

 

Elizabeth (Julia Roberts) tem problemas nos seus relacionamento amorosos. Um dia, ela decide largar tudo por um ano inteiro (amigos, trabalho, família) para viver novas experiências em lugares diferentes de todos os que já frequentou. E parte para a Índia, Itália e Bali, para assim crescer numa grande viagem de auto conhecimento.

 

Ficha Técnica  

Título Original: Eat Pray Love  

Género: Drama  

Duração:  

Ano de Lançamento: 2010  

Estúdio: Columbia Pictures | Plan B Entertainment | Red Om Films  

Distribuidora: Columbia Pictures (EUA) | Sony Pictures Releasing (Brasil)  

Direcção: Ryan Murphy  

Roteiro: Ryan Murphy e Jennifer Salt, baseados no livro de Elizabeth Gilbert  

Produção: Dede Gardner  

Música: Dario Marianelli  

Fotografia: Robert Richardson  

Direcção de Arte: Charley Beal  

Figurino: Michael Dennison  

Edição: Bradley Buecker  

Efeitos Especiais: Drew Jiritano (coordenador) 

 

Julia Roberts é considerada a principal atriz de Hollywood dos últimos 20 anos. Mas até ela fica nervosa com seus projetos cinematográficos. Com o mais recente, a adaptação para as telas do livro de Elizabeth Gilbert Comer, rezar, amar, não foi diferente.

 

"Se não me sinto ansiosa, emocionada ou nervosa, significa que não investi muito ou não deveria estar ali. Só aceito trabalhos quando sei que posso crescer e cumprir minhas metas", diz Julia, de 42 anos, em entrevista à agência de notícias AP.

 

Ao que parece, Julia mergulhou mesmo fundo no trabalho, e emergiu dele convertida ao hinduísmo, de acordo com o jornal britânico Daily Mail. E, na edição de setembro da Elle, a estrela informa que agora vai ao templo para "cantar, rezar e celebrar".

 

No filme, que será lançado nesta sexta-feira nos Estados Unidos, seu personagem viaja à Itália para comer, vai à Índia para rezar e a Bali para amar. No Brasil, o lançamento está previsto para 1º de outubro.

 

Mas, se a atriz confessadamente continua a sofrer de ansiedade enquanto toca seus projetos, não está só neste barco. O diretor Ryan Murphy confessou ter enfrentado um ataque de nervos antes de conhecer a estrela. "Fiquei realmente nervoso antes de conhecê-la, porque sempre fui um admirador. Vi todos os seus filmes. Nada me surpreende nela, porque o que se vê é o que existe. Essa é a razão pela qual todos a adoram. Ela é muito sincera, muito simpática. Só não sabia que ela era tão linda", derramou-se Murphy.

  

Comer, rezar.jpeg

 

Os dois estiveram na Califórnia para conversar com a imprensa sobre a produção em que também atua o espanhol Javier Bardem. A família de Julia, incluindo os gêmeos de 5 anos, Hazel e Phinnaeus, e o caçula, Henry, de 3, acompanharam a mãe na viagem.

 

"Eles acabaram de ir à Índia, porque meu marido (o fotógrafo Danny Moder) esteve lá a trabalho. Viajamos por todo o país. Quando eu disse que voltaríamos lá, eles ficaram muito emocionados. E aproveitamos para visitar todos os lugares onde não havíamos ido", contou Julia, que até reconheceu um elefante durante a viagem: "Dei de cara com o elefante e pensei 'eu conheço ele'. Era o mesmo elefante que fez uma cena comigo no filme".

 

Além de atriz, Julia também está trabalhando, atualmente, como produtora de uma série de TV que vai estrear em janeiro no novo canal a cabo de Oprah Winfrey. "O programa se chama 'Mães extraordinárias'. Para mim é motivo de comemoração fazer um programa que honra as mães, porque elas fazem coisas maravilhoss todos os dias. Encontramos mães com histórias incríveis e resolvemos contar. Oprah tornou possível".

 

Ao analisar a própria vida, Julia Roberts diz sentir-se "realmente satisfeita". Seu próximo passo? "Preparar-me para mandar as crianças para a creche".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

  • Anónimo

    Esqueci-me de me identificar no comentário anterio...

Powered by