Esquina do Tempo

Magazine Cultural Online

24 Novembro 2012

75 Anos do Estabelecimento Definitivo do Liceu de Cabo Verde

Edifício do Antigo Liceu Gil Eanes, Actual Uni-CV. Foto Maria Catela, Junho.2010

 

Comemora-se hoje os 75 anos do estabelecimento definitivo do Liceu de S. Vicente, ainda com o nome Infante D. Henrique, posteriormente Gil Eanes – que hoje alberga a Universidade – o que é patente no excerto do Decreto 28.229, de 24/11/1937, que explicita como devia ser o seu funcionamento:

 

“Tendo em vista o artigo 28.º do Acto Colonial; Usando da faculdade conferida pelo nº 1º do § 2.º do mesmo artigo, com referência ao artigo 91.º, § 4.º, todos da Carta Orgânica do Império Colonial, o Govêrno decreta e eu promulgo o seguinte: Artigo 1.º Durante o corrente ano escolar funcionarão o Liceu Infante D. Henrique, da cidade do Mindelo e a Escola Profissional, da cidade da Praia, na colónia de Cabo Verde, no mesmo regime em que se encontravam à data da publicação do decreto nº 28:114, de 26 de Outubro de 1937, inclusive para efeitos de vencimentos e abonos de horas extraordinárias, diuturnidades e outras gratificações autorizadas por lei.”

 

A Universidade de Cabo Verde assinala esta efeméride com a apresentação do livro Liceu em Cabo Verde. Um Imperativo de Cidadania (1917-1975), resultado da tese de doutoramento da sua docente Maria Adriana de Sousa Carvalho. Por razões de saúde da autora, esta apresentação é adiada para uma data a anunciar. Posteriormente o livro será também apresentado na Praia.

 

Título: O Liceu em Cabo Verde. Um Imperativo de Cidadania (1917-1975)

Autora: Maria Adriana Sousa Carvalho

Edições Uni-CV

Colecção Memória & Património

Ano: 2011

 

 

 

  

publicado por Brito-Semedo às 00:01

2 comentários:

Ja se fizeram tantas homenagens aos professores e alunos ilustres... Quando um algúem se lembra de dar uma de gratitude aos Velhos Continuos?

Soubesse eu escrever... começava pelo Velho Amigo Nhô Reis! Não fora ele... mil vezes teria sido expulso! Gente de paciencia mesmo!
amendes a 24 de Novembro de 2012 às 21:58
MINDELENSE de alma e coração, GILISTA da quarta década do século passado e, como tal, companheiro de muitos cabo-verdianos ilustres, folgo em ver que o "meu" liceu continua de pé e, agora, votado a mais largos voos...Faço votos para que continue a ser paradigma do conhecimento onde tantas gerações de jovens viram nascer as suas asas do saber, com as quais conseguiram subir aos píncaros da responsabilidade, da competência e do respeito das sociedades em que se vieram a fixar nos quatro cantos do Mundo...Do alto da nossa memória, o velho Liceu será, sempre, um marco indelével na construção desse laço umbilical que nos une ao povo morabe,  à terra sabe e ao seu espírito. na expressão da nossa própria individualidade, a um tempo singular e colectiva...Viva quel bôl, viva quel vin!
zito azevedo a 23 de Novembro de 2012 às 22:38

referências

blogs SAPO