Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Celso Leão

Brito-Semedo, 2 Dez 12

 

Celso Leão.jpeg

 

 

Celso Godinho da Silva Leão nasceu em Soure (Portugal) a 16 de Outubro de 1923.

 

Veio a S. Vicente muito jovem, com 16 anos de idade, onde mais tarde abriu o seu 1.º estabelecimento comercial, a Papelaria na Pracinha da igreja, que se transformou num estabelecimento modelar. Surgiram também em cadeia outros estabelecimentos como a Drogaria do Leão, a Farmácia do Leão, a Adega do Leão, casa de rádios e discos, casa de moda, perfumaria, loja de brinquedos, além de serração de madeiras e da remodelação da Fábrica Sport.

 

Promoveu em Cabo Verde uma autêntica revolução comercial pelos novos valores e conceitos que introduziu no nosso mercado, a arte de servir e vender.

 

Mercê da sua dinâmica, surgiram dezenas de postos de trabalho e vários chefes de família aí encontraram o seu sustento.

 

Faleceu em Portugal a 31 de Maio de 1985.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

3 comentários

De zito azevedo a 02.12.2012 às 21:13

Na qualidade de funcionário da Drogaria do Leão,  o Celso Leão foi meu "patrão", como sócio que era da minha epregadora...Mas, maiis do que isso, foi um amigo, casado com uma prima direita de minha mulher...Era uma pessoa educada, correcto, o maior "workcoholic" que já conheci que trabalhava horas a fio, dia a pós dia, de pé, fazendo cálculos, escrevendo à maquina, etc. Era extraordinário...Pai de meus amigos do peito, especialmente o John, por quem nutro especial carinho mas sem esquecer  Fatima, Lena, Liza, Luis Filipe e José Rui e a mãe Lívia, uma Senhora!
Apenas para respeitar a verdade histórica, refira-se que o Celso chega a S.Vicente pela mão do irmão mais velho, Amadeu Nunes Leão, prematuramente falecido no Mindelo e fundador da Casa do Leão, na Pracinha de Igreja.

De Joaquim ALMEIDA (Morgadinho ) a 03.12.2012 às 10:14

Na verdade Zito , tu és a pessoa melhor indicada para falar da CASA LEAO em Sao Vicente . Penso que jà somos poucos , aqueles que se lembram da chegada desta familia em Sao Vicente , em plena segunda guerra mundial , no momento em que vinham chegando os destacamentos de tropas portuguesas , para vigiar aquela zona maritima.. Mas falando propriamente da Caso do Leao , estabelicimento este, em que todos os alunos , que fossem da instruçao primària ou como dos liceus , o movimento que havia naltura da reaberturada da escola nos principios do mês de outubro .era extraordinàrio ...Lembro-me ainda o Sr. Leao , como publicidade, - o que era logico - destribuia gràtis, penas de conta , làpis e até mesmo cadernos de boa qualidade e de modelo que se via pela primeira vez em Sao Vicente ; " cadernos traçados entre-
duas- linhas... Isso ajudava o aluno a corregir a sua caligrafia !..A CASA DO LEAO , participou nos bons tempos em que se vivia em Sao Vicente , mesmo com uma pobreza que pairava naquele tempo no nosso pais , mas com paz e aligria de viver , coisa que infelizmente, desapareceu da nossa terra !..
Um Criol na Frânça ;
Morgadinho

De Adriano Miranda Lima a 08.12.2012 às 00:52

O senhor Celso Leão é uma das figuras adultas que recordo com especial saudade na minha infância e juventude. Uma das qualidades humanas que dele mais guardo era  a  simpatia, cordialidade e atenção que dedicava a todos. Recordo-me perfeitamente da morte do seu irmão mais velho. Estava eu na 1ª ou 2ª classe da instrução primária e lembro-me de que o corpo esteve em câmara ardente na sua residência, mesmo ao lado da minha escola (Camões). Uma filha do senhor Leão, Liza, é minha "conterrânea" em Tomar. E tenho tido contacto também com o seu filho Luís, por ser amigo de peito de um primo meu.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by