Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sôdade, Sôdade... Um Ano Sem Cize

Brito-Semedo, 16 Dez 12

"Mornamindel", Retrato de Jaílson Delgado, Dez. 2012

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

5 comentários

De Jailson Delgado a 17.12.2012 às 08:12

Hoje encerra o 1º ano sem a nossa maior referência cultural e artística, a nossa saudosa Cize.
E quem foi ela?
Para mim um exemplo d tudo aquilo q um artista quer da vida - depois d todo sofrer por uma vivência... difícil, vir a atingir o auge; e como ela conseguiu.
O legado artístico é enorme e as lições de vida também.
Tanto q hoje reconheço e assumo: quero ser como ela!
Q a tua alma esteja em paz e tenha sido bem acolhida, nossa Diva Maior.

(um forte abraço ao meu estimado amigo Manuel Brito-Semedo; apesar da melancolia, fizeste-me começar a semana da melhor forma...)

De Djack a 17.12.2012 às 11:01

Aui em casa, a Cize não morreu. Há ali numa prateleira da estante de CD 13 discos dela, com mais de uma centena de canções que a toda a hora são ouvidas e ouvidas e ouvidas... Ela conseguiu libertar-se para sempre das terras vermelhas do cemitério do Mindelo onde o seu corpo (que não a sua arte) repousa.

Honra à diva,
Djack

De zito azevedo a 17.12.2012 às 15:52

...E AQUELES QUE POR OBRAS VALOROSAS
SE VÃO DA LEI DA MORTE LIBERTANDO!
Porque a nossa memória é coisa justa há gente que não morre porque se ajusta
aos ideais de perfeição que nos fascinam a alma para lá da tirania da vontade!

De Adriano Miranda Lima a 18.12.2012 às 00:44

Ainda ontem, em resposta a um mail em que um correspondente me enviou uma composição de homenagem à Cesária, lamentei que não se tivesse arranjado algo melhor e mais digno da Diva. De facto, não gostei nem do poema (que o não é), nem da música, que é tão nhanida de melodia que até faz dormir. Em minha opinião, claro. Mas isso fez-me lembrar que não é artista quem quer ou se esforce, mas quem o é por ter sido obsequiado pela natureza. Vão passar muitas gerações até que apareça  alguém de tão rara estirpe.

De Terezinha a 18.12.2012 às 18:11

Magnifico este retrato da Cesária Évora
Parabéns. Gostei imenso.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

  • Anónimo

    Esqueci-me de me identificar no comentário anterio...

Powered by