Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

'Oslo, 31 de Agosto'

Brito-Semedo, 24 Jan 13

 

 

Anders é um toxicodepente que está prestes a concluir um tratamento num centro de desintoxicação. Uma manhã, é autorizado a ir até Oslo para uma entrevista de emprego. Aproveitando essa permissão, percorre a cidade encontrando-se com pessoas que não via desde há muito tempo.

 

Com 34 anos, inteligente, bonito, de boas famílias, Anders está profundamente angustiado com as oportunidades que perdeu e com as pessoas que decepcionou. Apesar de ser jovem, tem a sensação de que a sua vida já acabou.

 

Com o passar das horas desse dia, os erros do passado de Anders vão suscitar pensamentos sobre a possibilidade do amor, de uma nova vida, e a esperança de imaginar um futuro desde o momento presente até à manhã do dia seguinte.

  

Título Original: Oslo, 31. August

Direção: Joachim Trier

Gênero: Drama

Tempo de duração: 95 minutos

Ano de lançamento: 2011

 

“[…] um filme que segue os ritmos do melodrama clássico mas de modo moderno, com uma espantosa humanidade, de uma simplicidade atenta e observacional aos ritmos e às energias do mundo, de uma maturidade extraordinária […] um dos mais extraordinário, grandíssimos filmes que vimos nos últimos meses.”

Jorge Mourinha, Público

 

“Um filme que nos surpreende pela diversidade das suas escolhas de mise en scène e, ainda, pela capacidade de diagnosticar – através de excelentes diálogos – o espírito do tempo […] Magnífico.”

Vasco Baptista Marques, Expresso

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by