Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Manuel de Matos

Brito-Semedo, 30 Jan 13

 

Manel Matos.jpeg

 

 

Manuel de Matos nasceu em S. Vicente a 10 de Novembro de 1907.
 

Este mindelense, além de se destacar como grande desportista e organizador de corridas de mota, cavalo, etc., foi um empresário muito conhecido no nosso meio através da Fábrica Favorita.

 

Manuel de Matos era muito estimado em Mindelo pela sua filantropia e grande sentido de altruísmo.

 

Ajudou muita gente de várias formas, deixando em todos o sentido de amor ao próximo.

 

A fábrica que o pai fundou ainda hoje perpetua o nome Manuel de Matos, ajudando os mais carenciados.

 

A Câmara Municipal de S. Vicente homenageou-o dando o seu nome à avenida que se inicia junto à Fábrica Favorita.

 

Apoiou, permanentemente, pescadores de todas as zonas piscatórias de S. Vicente.

 

Faleceu nesta cidade a 9 de Março de 1962.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

5 comentários

De Djack a 30.01.2013 às 19:41

Cheguei ao Mindelo no final de Setembro desse mesmo ano. Ouvia as pessoas falarem do Matos da Favorita, que tinha falecido. Depois conheci a fábrica dele, que ficava ali perto da minha casa, era só rodear a "staçom" e mais um pouco. Ia lá às famosas bolachas, às inesquecíveis bolachas do Matos. Entretanto acabei por ser aluno de Matemática da Lola Matos que tinha um Ford Anglia Fascinante vermelho, daqueles cuja janela de trás era inclinada para dentro. O carro era um sucesso. Por onde passavam ele e a dona, toda a gente olhava com interesse.

Braça com sodade,
Djack

De Valdemar Pereira a 30.01.2013 às 21:16

Esse senhor, que foi meu vizinho, era amigo do meu Pai com quem (mais outros) fazia grandes passeios a cavalo mas, na maior parte das vezes, era eu quem montava o seu cavalinho - "Fidalgo" - o que me dava a "obrigação" de ir duas ou três vezes ao dia ver se tudo corria nos conformes. Portanto, durante uns 5 anos era o seu "lad". Devo dizer a bem da verdade que foi uma cortezia desse bondoso Homem que sabia que a minha familia não tinha condições para dar-me um cavalo.
O outro equidio dele, um alezão novo e viciado, esteve a cargo do meu Pai e isso nos proporcionava grandes passeios quando os adultos não se encontravam.
Isto é o meu testemunho e, se os que foram contemplados pela geneosidade e altruismo deste cidadão aquivierem, o blog nunca terà capacidade de consignar as manifestações de reconhecimento.
Manuel Matos merecia mais que uma avenida em S.Vicente. Os pescadores de S.Pedro e de Salamansa muito lhe devem e era justiça que o seu nome figurasse na toponimia desses lugares.

De ZITO AZEVEDO a 31.01.2013 às 10:48

Recordo-me muito bem de MM, grande amigo de meu pai que muito o admirava pelo seu espírito empreendedor e dado a "inventar" coisas...Creio que imaginou, concebeu e acabou por cionstruír uma espécie de forno continuo, para "cozer" as bolachas...Era uma espécie de túnel aquecido por onde deslizava uma esteira de aço articulada, a uma velocidade tal que as bolachas entravam por uma extremidade, cruas, e saíam, minutos depois, pela outra, prontas a comer, loirinhas e estaladiças...Do que dele conheci concluo que era aquilo a que se costuma chamar dono de um enorme coração...

De Ricardo Brito a 24.04.2013 às 12:23

Sou Ricardo Brito, de Minas Gerais, Brasil. Tenho uma amizade de mais de 30 anos com o Manecas Matos, de São Vicente, que talvez seja filho desse Sr. Manuel de Matos.
Perdi o contato com Manecas quando saí de meu último emprego e perdi seu enderêço eletrônico. Há dois anos venho tentando refazer o contato com Manecas, sem sucesso. Será que alguém poderia fazer a gentileza de informar um contato atual dele, ou talvez informá-lo do meu atual e-mail (rbrito30@yahoo.com.br (mailto:rbrito30@yahoo.com.br)). Ficarei imensamente grato.
Obrigado pela atenção,
Ricardo Brito

De Brito-Semedo a 26.04.2013 às 15:51

Prezado, Bateu na porta certa e o recado já foi transmitido. O Manecas Matos vai entrar em contacto consigo. A Esquina do Tempo é isso mesmo, um lugar de encontros e de partilhas. Um abraço.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by