Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Gana de Ganhar ao Gana

Brito-Semedo, 2 Fev 13

 

TUBARÃO AZUL

 

Na' strada d'nôs humildade  

Oli nôs ta bai, já nô 'rancá  

Sem fantasia nem vaidade  

Nô ta lutá pá nô ganhá    

 

Alma d'nôs povo é nôs guia  

Q'ta levó-ne a fazê 'storia  

Nô ta confiá ness' grand'  dia  

Dia de Caboverde, dia de glória

    

Nô bá, nô bá, Tubarão Azul  

Nô tem um país pá nô d' stacá, nô bá, nô bá  

Nô tem um povo  pá respeitá  

Um bandera pá honrá  

 

Nô bá, nô bá Tubarão Azul  

Nô tem um hino pá nô cantá, nô bá, nô bá  

Na força, ritmo e Morabeza  

Nô ta pô CAN tá vibrá  

 

Olê, olá, bola pa frente 

Vitória na mente olê, lê

Olê, olá, bola pa frente 

Vitória na mente olê, lê

 

Tubarão Azul, oli nôs 

Bola é pa frente olê, lá 

Tubarão Azul, oli nôs 

Vitória é na mente olê, lê

 

Autoria de Teófilo Chantre

Produção musical de Nando Andrade

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Djack a 02.02.2013 às 16:14

Acabou o sonho! Ou, vendo melhor, ainda agora começou. Esta geração de futebolistas cabo-verdianos ainda tem muito para dar. A selecção perdeu mas com ela Cabo Verde ganhou visibilidade, prestígio e ainda mais simpatia que aquela que já tinha.

Um viva aos Tubarões Azuis. O futuro é vosso. Que o saibam aproveitar, é o que interessa.

Abraço para todos os cabo-verdianos,
Djack

De Brito-Semedo a 02.02.2013 às 16:36

O Amigo Djack fez o comentário n.º 2.000 e volta logo a seguir para massajar o ego dos cabo-verdianos e felicitar os Tubarões Azuis, a equipa de todos nós.
Viva Cabo Verde! Viva a Selecção Nacional! Vivam os Tubarões Azuis!

De Djack a 02.02.2013 às 17:23

Grande luxo, grande luxo! Parabéns a mim PELO 2000, parabéns ao Esquina PELOS 2000. E parabéns aos esqualos futebolísticos das ilhas pela grande prestação.

Viva Cabo Verde!
Djack

De Djack a 02.02.2013 às 17:29

E tenho mais isto a dizer:

Antes, cada um dos nossos povos tinha apenas uma selecção para por ela sofrer e para por ela torcer. Agora, Portugal tem não só a sua selecção como a de Cabo Verde para defender; o mesmo acontece aos Cabo-Verdianos que antes puxavam pela selecção das quinas e agora já podem também puxar pela selecção das estrelas douradas. Ambos, passámos a ter duas selecções. Ou três, contando com a de Angola que afinal também é de todos os falantes lusos.

Vivam as duas selecções,
Djack

De João Sá a 03.02.2013 às 05:22

Concordo e subscrevo. Se o futebol, enquanto jogo, desporto é, muito para além de vitórias e derrotas em campo, paixão e emoção, se há algo que me conseguiu emocionar nesta caminhada bonita que os bravos Tubarões Azuis fizeram na CAN (além de bom futebol jogado e da injustiça do resultado, que se aceita como parte do jogo), foi ter visto um Portugal a descobrir, apaixonar-se, torcer, sofrer, fazer sua esta Selecção, estes jogadores.


Os ingleses, que têm boas expressões para tudo, dizem, e bem, "it's only a game". É, dentro do campo, Foi bonito de ver, deu prazer, emocionou, nem sempre ganha quem merece. Mas muito para além do jogo, houve essa vitória tão maior, o de contribuir para aproximar povos. Isso é a essência pura do desporto.


A partir de agora, sei que não poder mais "brincar" com os amigos falando-lhes de uns tais Tubarões Azuis para depois explicar quem são. Eles já sabem que é o "nome" daquela Selecção que os conquistou, pela humildade, simpatia, futebol bonito.


Que o desporto, o futebol sobretudo, fosse sempre assim.

De Djack a 02.02.2013 às 17:31

Isto é, três...

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

  • Anónimo

    Esqueci-me de me identificar no comentário anterio...

Powered by