Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Baptista Morais

Brito-Semedo, 17 Mar 13

 

Nasceu a 2 de Outubro de 1908 no Paúl, ilha de Santo Antão, e faleceu em S. Vicente a 26 de Outubro de 1995.

 

Formou-se em Medicina pela Universidade de Coimbra em 1936. Curso de Medicina Tropical, Lisboa, 1937. Curso de Medicina Sanitária, Coimbra, 1941. Curso de Malariologia como bolseiro da Organização Mundial da Saúde nos Camarões, África, 1955.

 

Em várias ilhas de Cabo Verde onde trabalhou distingui-se como um médico que dedicava muita atenção e amor para com os doentes com muito brio profissional em várias áreas de especialidade.

 

Colaborou em varias revistas como o Boletim Clínico e Estatístico Ultramar (Lisboa, 1955) e o Jornal da Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa e tem artigos publicados em vários periódicos cabo-verdianos como Noticias de Cabo Verde, Boletim de Propaganda e Informação, Arquipélago, e depois da independência, Terra Nova, Notícias, Azáguas, Montanha, Ekos de Paúl, etc.

 

Em 1995, em sua memória, foi dado o seu nome ao Hospital da Vila de Povoação, da sua ilha natal.

 

Em 1998 a Câmara Municipal de S. Vicente homenageou-o atribuindo o seu a uma rua da cidade Mindelo onde viveu e trabalhou nos últimos quarenta anos da sua vida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Djack a 17.03.2013 às 15:58

Durante três anos foi o meu médico pediatra de rotina. Nunca tive doenças especiais, mas frequentei o seu consultório da rua de Lisboa por várias vezes, devido a pequenos problemas de saúde, alguma constipação, pouco mais. Sempre muito atencioso, deixou-me boas recordações de uma altura da vida em que médicos e enfermeiros metem medo...

Com dedicatória de 1 de Dezembro de 2008 possuo um livro com dedicatória do meu velho amigo e condiscípulo do Liceu Gil Eanes, Alexandre Lima Oliveira (e obviamente oferecido por ele), intitulado "João Morais e outros textos" organizado pelos filhos Sónia Morais e José Pedro Morais (Djopan) que comemora os 100 anos de nascimento do médico. Na capa, uma excelente foto de Nhô Djunga retrata o homenageado no livro.

Braça,
Djack

De ZITO AZEVEDO a 17.03.2013 às 19:01

Foi pessoa estimada e medico proficiente cujos doentes muito estimavam ...Pai do meu amigo do peito Jopan, ele também médico, ele também homem de alta estatura moral e profissional!

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by