Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Morreu Ofélia Ramos

Brito-Semedo, 25 Mai 13


 

Ofélia Ramos

 

S. Vicente, 04.Agosto.1930 – 23.Maio.2013

 

 

Morreu Ofélia, a mnininha da Chã de Cemitério, sobrinha de Hilário Ramos, eximio tocador do banjo e do violão que acompanhou B.Léza na sua digressão à Portugal, e irmã dos guitarristas Djosinha e Ildo.

 

Senhora das noites cabo-verdianas do Mindelo e dona do "Bar Calypso", Ofélia é uma figura incontornável da cultura sanvicentina que ajudou a promover a música, a gastronomia e a tradição cabo-verdianas.

 

Ofélia foi emigrante em Dacar, Senegal, e regressou a São Vicente na década de 1970, quando abriu "Calypso" na Avenida da Holanda - o cantinho mais genuíno de Mindelo, onde as noites cabo-verdianas desfilavam ao som de violinos, cavaquinhos, choros de violão e foi a rampa de lançamento para muitos artistas mindelenses.

 

Por lá passaram nomes consagrados como Cesária Évora, Manuel d´Novas, Chico Serra, Luís Morais, Canhota, Caraca, Natal e Frank Cavaquim, Tito Paris, Bau e Malaquias Costa.

 

  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Valdemar Pereira a 28.05.2013 às 10:31


Um pequeno lapso, compeensivel da parte do Professor. Ofélia era sobrinha de Hilàrio Ramos que foi eximio no banjo e no violão, instrumentos que fabricava o irmão velho, André. Pequeno pormenor.

De Brito-Semedo a 28.05.2013 às 10:51

Muito obrigado pela correcção. Pormenor importante, já corrigido, mas a bem do rigor e do registo para a posteridade. Um abraço.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Ariel

    Muito bom o livro! 

  • Anónimo

    Muito obrigada por nos presentear com estas inform...

  • Léo

    Olá, realmente esse ritmo é contagiante, fico me i...

Powered by