Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

"Exemplos" de João Vário Reeditado

Brito-Semedo, 1 Jul 13

 

Excerto:


Todas as coisas têm o seu tempo, todas passam
debaixo do céu segundo seu tempo
e há um tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Ah! Certamente tornarei a isto por este tempo de vida.
Ao tempo determinado, tornarei a isto por este tempo de vida.
Porque dirão: eis um homem deste século,
um homem de África, debaixo da sua mangueira
e debaixo da sua papaeira, um homem
com seu desejo de audiência e história,
sua voz aberta e sua digníssima pele,
falando da África deste tempo e de seu povo,
seus órgãos do canto.
Um homem que não habita seguro em sua freguesia
e seu sémen destina às filhas de Mindelo,
de Acra, de Lagos, de Nairobi, Dar-Es-Salam ou Addis-Abeba,
e cai sobre a terra quando for seu tempo de cair
e de se juntar a seus pais, cara a cara, indo pelo caminho de toda a terra,
ao seu tempo, ao tempo determinado,
sem o lamento da América nem o escárnio da Europa.

 

«Imaginemos a cena: um jovem cabo-verdiano, a meio dos anos 60, após se ter formado com distinção em Medicina em Coimbra e Lisboa, e de modo a evitar a mobilização para a guerra colonial, emigra para a Bélgica, mais propriamente para Antuérpia, cidade onde longamente viverá. Vai, nas suas palavras, «a caminho do exílio», afastando-se «do medo e do tempo da discórdia». O mês é Abril, esse mês-fetiche do seu poeta (T. S. Eliot), e a paisagem que vê do comboio dramatiza a despedida (…).»

 

Osvaldo Silvestre (organizador do volume)

 

Autor: João Vário

[João Manuel Varela, S. Vicente, 1937-2007]
Editora: Tinta da China 
Data de Lançamento: Junho 2013 
Nº Páginas: 312 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Ricardo Riso a 02.07.2013 às 22:34

Caríssimo Manuel, tudo bem com o senhor?
Afastado dos comentários, mas não do seu blog. 
Ótima notícia que Exemplos, de Vário, publicado em Portugal! Uma pena que o Brasil ainda não se atentou para a excelência de sua obra. 
Grande abraço,
Ricardo Riso

De Brito-Semedo a 03.07.2013 às 11:51

Caro Amigo,
É bom sabê-lo do outro lado da Esquina do Tempo :-) Tem estado aí quietinho e discreto que achava que se tinha ido embora :-)
João Vário, infelizmente, é pouco conhecido e, por isso, pouco estudado. Espero que esta obra, com todos os "Exemplos" reunidos, e a reedição das outras obras dos seus heterónimos (Timóteo T Tiofe e G T Didial) contribuam para esse conhecimento.
Um abraço e votos de bom trabalho.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Luiz Silva

    Ariana: Conheci desde a infância a Cesaria, minha ...

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

Powered by