Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Graduação, Ritual de Passagem

Brito-Semedo, 11 Ago 13

 

Graduação.jpeg

Finalistas de 2013 do Departamento de Engenharia e Ciências do Mar e da Escola de Negócios e Governação da Uni-CV, S. Vicente

 

 

Estimados Estudantes Finalistas,

 

Embora sendo esta uma cerimónia de alto significado para vós, porque um momento de festa pela vossa graduação, e as vossas áreas as Engenharias e as Relações Públicas e Secretariado Executivo, permitam-me que aproveite a oportunidade para uma aula de História. Sim, uma última aula! Ou não seria eu organicamente professor e antropólogo!

 

Recorro-me, para isso, da mitologia romana e do deus Jano, tido como o deus romano das portas e das passagens, que deu nome ao mês de Janeiro, o primeiro mês do ano e, por conseguinte, o mês de passagem de um ano para o outro, do passado para o presente que anuncia o futuro. Jano é representado por um corpo com dois rostos, um, olhando para a frente, vigiando as entradas, e outro, olhando para trás, conferindo as saídas. Dele derivam os nomes da Montanha Jano e o Rio Jano, pois ele viveu na montanha.

 

A aula que pretendo fazer tem como sumário “o ritual de passagem”, porque é disso que este acto se trata, uma cerimónia de passagem de um estágio para outro. E será um exercício conjunto de olhar para trás, em retrospectiva, para o passado, e de olhar para a frente, em prospectiva, para o futuro.

 

Lanço, entrementes, um olhar para o presente para, em nome da Universidade de Cabo Verde e em meu nome pessoal, apresentar as felicitações que se impõem:

 

Graduação.jpeg

(Esq. para dir.) Ladeando as engenheiras finalistas Leila Santos e Itel Lopes, Tavares, Brito-Semedo, Henrique Rendall e Alexandra Delgado
 

– Aos Finalistas de 2013 do Departamento de Engenharia e Ciências do Mar e da Escola de Negócios e Governação-S. Vicente, sem esquecer os do Departamento das Ciências Sociais e Humanas-S. Vicente;

 

– Aos Pais, Encarregados de Educação e Familiares dos nossos Finalistas por todo o esforço e sacrifício feitos;

 

– Ao Departamento de Engenharia e Ciências do Mar (DECM), pelos 13 diplomados em Engenharias (9 em Engenharia Civil e 4 em Engenharia Informática e Computadores);

 

– À Escola de Negócios e Governação (ENG), Delegação de S. Vicente, pelo seu primeiro grupo de 17 licenciados em Relações Públicas e Secretariado Executivo; e

 

– Aos nossos docentes, pelo seu empenho e pelos resultados alcançados.

 

Caros Graduados,

 

Nesse olhar para trás deve estar aperpassar pela vossa mente todos os momentos, bons e menos bons, desse vosso percurso de estudantes universitários que, imagino, tenha sido uma autêntica escalada ao Monte Jano ou uma travessia do Rio Jano.

 

Enquanto responsáveis, estamos cientes que as condições oferecidas pela Uni-CV não foram as ideais, principalmente para os estudantes da Escola de Negócios e Governação, mas esperamos que compreendam que esta é a universidade pública possível, com apenas seis anos de existência, no país real que temos e com os recursos financeiros limitados que todos conhecemos.

 

Gostaríamos de ter feito mais e melhor, mas fica a garantia de que estamos a trabalhar afincadamente para que as condições sejam melhoradas já no próximo ano lectivo.

 

As manifestações de estudantes no DECM em Fevereiro último, a pretexto da taxa do exame de segunda chamada, é um desses momentos menos bons que trouxe alguma perturbação e instabilidade, mas serviu para mostrar que é preciso os estudantes estarem organizados em Associação, por um lado, e que se deve reforçar a contribuição dos estudantes na tomada de decisões de governação e na vida da universidade, por outro.

 

Nesse vosso olhar retrospectivo, pesam com certeza mais os momentos bons de camaradagem e de cumplicidade vividos e de muita aprendizagem com os livros, com os professores e com os colegas.

 

Impõe-se agora olhar para a frente, para o futuro, que começa já amanhã.

 

À semelhança do deus Jano, que, segundo a mitologia romana, desejando aumentar o seu poder, navegou até à Itália e se instalou numa montanha próxima de Roma, desafio-vos a embarcarem rumo a esse futuro que se vos abre a partir de amanhã, com confiança, determinação e muita garra, agora sem a tutoria dos vossos professores, e estabelecerem-se no mercado de trabalho que, diga-se, atravessa uma conjuntura particularmente difícil, sendo, por isso, cada vez mais exigente.

 

As licenças que vão receber, ou o “canudo” de engenheiro ou de doutor, como soi dizer, são muito importantes para a vossa inserção no mercado de trabalho, mas por si só pouco valem, pois apenas vos confere a componente teórica, faltando-vos a componente prática. É a conjugação das duas que resultará na competência técnica, a qual só será adquirida com um permanente espírito de aprendizagem e muita, mas mesmo muita dedicação.

 

Graduação.jpeg

 

Ilustres Convidados e Prezados Amigos,

 

O grupo de 51 finalistas, que a Universidade Pública de Cabo Verde coloca no mercado de trabalho em S. Vicente em 2013, em áreas relevantes como Ciências de Educação (21), Engenharias (13) e Relações Públicas e Secretariado Executivo (17), é um contributo importante para o desenvolvimento desta ilha, que continua à espera de uma oportunidade de desenvolvimento.

 

Estudantes Finalistas dos Cursos de Licenciatura em Engenharias e Relações Públicas e Secretariado Excutivo da Uni-CV,

 

Sentimo-nos todos - dirigentes, pais e encarregados de educação, professores, familiares e amigos - orgulhosos de vós! O futuro aguarda-vos! Olhai para a frente! Sucessos e muitas felicidades!

 

- Manuel Brito-Semedo

 

Mindelo, 9 de Agosto de 2013

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by