Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Morna, Pré-Abertura

Brito-Semedo, 13 Ago 13

  Edifício Sede do Mindelense onde funciona a Casa da Morna (1.º andar)

 

Estas são as imagens prometidas da pré-abertura da Casa da Morna (Conferir), cuja inauguração oficial é já amanhã, quarta-feira, dia 14 de Agosto.

 

A  reportagem fotográfica é de Christer Mansson, um amigo sueco-verdiano.

 

Pintura no hall da entrada
 
Tito Paris
 
 (Esq. para dir.) Tchenta, Jorge, Nolito, Bau, Djodje, Morgadinho, e Djassa
 

(Esq. para dir.) Armando Pitanga, Naiss Paris, Bau e Renato

 

Diva Barros e Tito Paris

 

Jenifer Soledad

 

Manecas Matos

 

Gabriela Mendes

 

Nha Kapa

 

 

Jorge Sousa
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

10 comentários

De Djack a 13.08.2013 às 15:56

Imagens da minha rua, um luxo! Esquina do Tempo e Praia de Bote, sempre cumprindo a sua missão.
E o espaço no edifício do Mindelense, com ambiente a condizer com os pergaminhos do sítio.
Felicidades para o Tito e desejos de grandes noites para o vice, sortudo que põe aqui estas coisas só para fazer manha aos pessoal.
Braça com mornas por todo o lado,
Djack

De Agostinho Santos a 14.08.2013 às 14:15

M'ta espera ke Casa da Morna na Cabo Verde, ka ta ser moda Casa da Morna na Lisboa. Na Lisboa depois ke tcheu pessoas tinha reklamod ke Caboverdianos ka ta ser bem racebid na Casa da Morna na Lisboa. M'ka kriz kradita. M'tive de ba espia depois pa'm podia fala. CONCLUSAU. Uns temp atraz, m'konstata ke na Lisboa, empregados, da Casa da morna ta discrimina Caboverdianos. Caboverdianos ta ser mal atendido, enkuant um Portugues (estranger) ta ser atendido como rei. M'vive ess experiensa. Pa informsau, Casa de Morna na Lisboa, ta kre kria um "ambiente de branco". Sera o mesmo em Cabo-Verde?

De Isa a 15.08.2013 às 02:59

Cabo -verdianos na casa da morna de Lisboa sempre foi muito bem tratod ,digo e repito muito bem tratod mesmo... não é à toa que sempre es volta pa es casa onde que um pssôa tava senti sempre em familia e sempre na um clima de festa  e sempre muito à vontade...não só pa empregados como gerentes e respetivos " donos"

De joanfraco a 18.08.2013 às 20:20

Infelizmenti na kaza di morna di Lisboa kriolus ê ka dezejadu.. Ka ta fazi mal, pamodi Lisboa ten txeu kau pá kumi. 
Tito ê un gaju kul,  má ê ten ki djobi ke-l kiston li. Pur izemplu, na Merka, la na restoranti Cesaria, kauverdianus  é mutu ben tratadu. 

De Djack a 14.08.2013 às 09:14

Como é possível que só eu tenha comentado este tão interessante post? Ó mindelenses, acordai!!!

Braça com cornetas na Praça Nova, na Praia de Bote, na Rua de Lisboa, na Lajinha, na Baía das Gatas e em cima do nariz do Monte Cara,
Djack

De Valdemar Pereira a 14.08.2013 às 15:06


Calma, Djack!!!
M' ca trzê nha comentàrio paquem m' tava na Paris ma dia d' 83 one d'um prima e là ca tinha internet. Tinha um data d' criole e nô uvi mornas e violão de Daniel Dulac, sê fidje. Foi sabm, sabim.
Portante, m' tem de ser purduode.
Braça pa tude eje gente, sobretudo nhe Cumpanher d'Escola Moradim e Manel d' Xanda.
V/
Jà agora, um bracinha da ess criolinha c'um voz mute sabim.

De Brito-Semedo a 14.08.2013 às 15:58

Retribuo a braça, Val . A referida 'criolinha c'um voz mute sabim' pediu-me para lhe explicar quem era o Valdemar. Eu nao sou recador nem riolento, mas lá expliquei, rsss!!!
Té logo! Ôje N ti ta bai pa Casa da Morna :-)

De Djack a 15.08.2013 às 07:48

Oi nha mãe, é só manha, é só manha! Calám es boca Val, pleaseeeeeeeeee!

Braça,
Djack

De Valdemar Pereira a 15.08.2013 às 08:01


Gente ta sinti manha ê so de cosa sabe e uvi ess mnina ta dà prazer.
Ouvi essa cantora uma ùnica vez e gostei logo. A sua voz especial e o porte que enche um palco, fez-me lembrar quando procurava jovens para teatros.
Esta havia-me vender uma fila ao Grémio e de  pôr fogo na geral do Eden Park de dias-hà.
Braça pa tude gente relacionode c' ess muvimente

De Valdir Alves a 17.08.2013 às 04:10

Mais uma casa para divulgar a caboverdianidade atravês da morna. Mais um cenário para dar continuidade à história  musical do povo mindelense. Que rico elenco musical. Parabéns ao grande Tito Paris!

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by