Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

MENSAGEM DO VICE-REITOR


Quem pesquisa tem o que comunicar.
Quem não pesquisa apenas reproduz ou apenas escuta.

Pedro Demo, 2006


Cabo Verde é um País novo com uma população preferencialmente jovem, fortes carências e prioridades várias, tendo de enfrentar grandes desafios, tais como a empregabilidade e o desenvolvimento económico, num contexto internacional muito difícil.

 

Apesar disso, ou por causa disso, um dos aspectos da agenda estratégica do Governo de Cabo Verde para 2011-2016 é “apoiar a investigação científica e a articulação entre a empresa/indústria, as escolas técnicas e as universidades”. Contudo, os constrangimentos para a aplicação prática destas políticas – e da investigação, em particular – têm sido de várias ordens.

 

O conceito de Universidade estruturada nos três pilares – ensino (formar alunos, transmitindo conhecimento), investigação (produzir conhecimento novo) e extensão (articular o ensino e a investigação com a disseminação do conhecimento) – ainda não foi assimilado nem assumido por todos, havendo um desfasamento claro e um descompasso entre, por um lado, as instituições de ensino superior privadas, focando-se a maior parte no pilar ensino, e, por outro, as instituições de ensino superior público, com um forte pendor para o pilar investigação.
 
O desequilíbrio torna-se ainda mais sério quando as instituições de ensino superior privadas, essencialmente voltadas para a área das ciências sociais e humanas, evitando assim entrar em campos que exigem investigação, laboratórios, equipamentos, etc., detêm 62% dos estudantes do país, enquanto a universidade pública, com um peso significativo nas áreas das ciências e tecnologias e alguma actividade de investigação, alberga os outros 38%.

 

Conforme o Anuário Estatístico 2011/2012, o Ensino Superior em Cabo Verde funcionou, nesse ano lectivo, em 9 universidades e institutos superiores, sendo 8 privados e um público, o que correspondeu a um total de 11.800 alunos. Destes, 10.746, ou seja, 91%, são do nível de licenciatura e apenas 1.054, do nível da pós-graduação (mestrado e doutoramento). Esta ocorreu, na sua maior parte, na universidade pública.

 

Sabendo que a investigação é desenvolvida por doutores e mestres e, essencialmente, pelos estudantes da pós-graduação, a Universidade de Cabo Verde decidiu apostar nos seus estudantes de licenciatura criando o Programa de Iniciação Científica em parceria com universidades brasileiras e já vai na sua 5.ª edição.

 

Este Programa, que é oferecido em Cabo Verde apenas pela Uni-CV, funciona como um prémio e um incentivo aos seus melhores alunos. Para além de proporcionar o contacto com instituições de ensino superior estrangeiras, expõe-vos a novas e ricas experiências abrindo-vos outros horizontes.

 

No que respeita ao percurso académico, o Programa tem ainda o mérito de vos iniciar na elaboração de um trabalho científico sob orientação de Docentes e Investigadores experientes das mais diversas áreas.

 

Esses trabalhos que durante o dia de hoje vão dar a conhecer aos vossos colegas e professores, podem e devem ser aproveitados para a elaboração dos vossos Trabalhos de Fim de Curso. É já meio caminho andado.

 

O Programa de Iniciação Científica leva-vos ainda a elaborar um artigo científico que vai ser publicado nos Anais, a vossa primeira publicação.

 

Dou-vos, por isso, os meus parabéns pela experiência e pelos resultados alcançados. Desejo a todos uma boa partilha.

 

Tenham sempre em atenção que Quem pesquisa tem o que comunicar. Quem não pesquisa apenas reproduz ou apenas escuta.

 

- Manuel Brito-Semedo

 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Wilson Candeias

    Caro Professor Brito SemedoCabo Verde precisa de p...

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

Powered by