Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tributo ao Poeta Guilherme Dantas

Brito-Semedo, 24 Mar 10

 

 

(Ao exímio poeta cabo-verdiano, Guilherme da Cunha)

 

 

Porque és grande, hão-de os vindouros

Dar-te a sagração dos hinos.

 

- Tomás Ribeiro

 

 

Grande e altivo o teu estro se levanta,

um brilhante porvir mostrando à pátria,

insigne artista, ó génio dos cantores,

laureado homem que Cabo Verde espanta

há nos teus versos esse nobre encanto,

essa harmonia, que o leitor fascina.

radiante acorda a maviosa lira,

maravilhando a todos com teu canto.

enflora a estrada que à glória conduz...

 

diviniza, honra a tua excelsa pátria!

a musa tua é maviosa e meiga,

 

Clarão infindo que entre nós reluz.

um estro igual ao teu quisera ter.

não nasci, como tu, grande poeta;

há apenas no meu canto o regozijo,

a ufania do teu patrício ser.

 

 

José Lopes da Silva Sénior

 

(Cabo Verde – S. Nicolau)

 

 

Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro, Lisboa, 1889

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

3 comentários

De Gláucia a 09.04.2010 às 09:37

Brito, parabéns, está bonito. Mas como sou picuínhas, vou dizer que acho que falta fazer um enquadramento, explicando quem foi G. Dantas, a sua obra, porque está aí no blog, que você compilou os textos dele no livro tal, etc etc. Nem todos os leitores terão sobre o assunto e sobre a personagem um background que dispense isso. Ou estou a ser muito picuinhas? Por acaso, outro dia numas pesquisas no computador encontei o meu artigo no P14 sobre o lançamento do livro.

Gláucia

De Brito-Semedo a 09.04.2010 às 12:24

Obrigado, Gláucia, por teres parado "Na Esquina" e por teres gostado da visita. Aparece mais vezes! Na! Não és nada picuínhas e agradeço-te por isso. Concordo em absoluto contigo sobre a observação. Talvez não tenha dado tempo nesta primeira visita para veres que, num post anterior, o de 03 de Março, intitulado "Contos e Bosquejos de Guilherme Dantas", procurei fazer esse enquadramento e justificar a republicação desses textos, passados que são mais de 120 anos (!). Posso não ter conseguido isso plenamente, mas foi essa a minha intenção. Uma sugestão: Faz uma visita mais demorada ao "Na Esquina" e vê se consegui fazer isso. A tua opinião/apreciação é importante! Um abraço!

De Gláucia a 09.04.2010 às 15:10

Mas olha que não está assim tão fácil. Depois que voce falou vasculhei tudo e não achei...

GN

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by