Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

'José e Pilar'

Brito-Semedo, 10 Dez 10

 

A Viagem do Elefante, o livro em que Saramago narra as aventuras e desventuras de um paquiderme transportado desde a corte de D. João III à do austríaco Arquiduque Maximiliano, é o ponto de partida para José e Pilar, filme de Miguel Gonçalves Mendes que retrata a relação entre José Saramago e Pilar del Río. Mostra do dia-a-dia do casal em Lanzarote e Lisboa, na sua casa e em viagens de trabalho por todo o mundo, José e Pilar é um retrato surpreendente de um autor durante o seu processo de criação e da relação de um casal empenhado em mudar o mundo - ou, pelo menos, em torná-lo melhor. José e Pilar revela um Saramago desconhecido, desfaz ideias feitas e prova que génio e simplicidade são compatíveis. José e Pilar é um olhar sobre a vida de um dos grandes criadores do século XX e a demonstração de que, como diz Saramago, "tudo pode ser contado de outra maneira". In Cinema Sapo

 

título original: (José e Pilar)

lançamento: 2010 (Brasil, Portugal, Espanha)

direção:Miguel Gonçalves Mendes

atores:José Saramago, Pilar Del Rio, Fernando Meirelles, Gael García Bernal

duração: 125 min

gênero: Documentário

 

<a href="http://mais.uol.com.br/view/7123022">Trailer do filme ''José e Pilar''</a>

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Ernestina Santos a 11.12.2010 às 22:07

Acho sumamente interessante a história de Pilar e Saramago. Muito se falou, por quem não acompanhou de perto a vida do casal, mas eu sempre admirei que eles tivessem juntado, numa fase já adiantada das suas vidas, os seus afectos e interesses comuns para enfrentarem uma vida a dois. São poucos que têm a sorte de encontrar um(a) companheiro(a) inteligente e interessado(a) nas mesmas questóes do mundo para singrarem em conjunto até que a morte os separe.

Principalmente quando tiveram origens tão diferentes: o Saramago (que começou a ser uma alcunha), nasceu num lugarejo humilde, enquanto a Pilar pertencia a uma família espanhola imprtante.

O trailer já passou umas duas vezes na TV para atriar q.b. as atenções. Nem a constipação nem a época de festas natalícias me vai fazer perder este filme, um exemplo do que a natureza humana é capaz de gerar com positividade!

De Brito-Semedo a 11.12.2010 às 22:45

Era caso para se dizer: A estória deles dava um filme! Eá está o filme! Vá vê-lo e conte-nos depois as impressões!

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by