Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

 

História.jpeg

 

Publicada em oito volumes, a coleção História Geral da África está agora também disponível em português. A edição completa da coleção já foi publicada em árabe, inglês e francês; e sua versão condensada está editada em inglês, francês e em várias outras línguas, incluindo hausa, peul e swahili. Um dos projetos editoriais mais importantes da UNESCO nos últimos trinta anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. A coleção foi produzida por mais de 350 especialistas das mais variadas áreas do conhecimento, sob a direção de um Comitê Científico Internacional formado por 39 intelectuais, dos quais dois terços eram africanos.

 

Brasília: UNESCO, Secad/MEC, UFSCar, 2010

 

História Geral África.jpeg

 

Download gratuito:

 

Volume I: Metodologia e Pré-História da África (PDF, 8.8 Mb)

ISBN: 978-85-7652-123-5

Volume II: África Antiga (PDF, 11.5 Mb)

ISBN: 978-85-7652-124-2

Volume III: África do século VII ao XI (PDF, 9.6 Mb)

ISBN: 978-85-7652-125-9

Volume IV: África do século XII ao XVI (PDF, 9.3 Mb)

ISBN: 978-85-7652-126-6

Volume V: África do século XVI ao XVIII (PDF, 18.2 Mb) 

ISBN: 978-85-7652-127-3

Volume VI: África do século XIX à década de 1880 (PDF, 10.3 Mb)

ISBN: 978-85-7652-128-0

Volume VII: África sob dominação colonial, 1880-1935 (9.6 Mb)

ISBN: 978-85-7652-129-7

Volume VIII: África desde 1935 (9.9 Mb)

ISBN: 978-85-7652-130-3

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Virgílio Brandão a 31.12.2010 às 00:55

Caro Brito Semedo,


a edição desta obra em português (mais uma vez no Brazil) é um marco na compreensão da História de África pelo público em geral, pois por quem se interessa pela história não é obra nova. Dei uma vista de olhos nos volumes II, VI e VII - que me interessam em particular - deste edição em lingua lusa e agradou-me o que li (ainda que não seja um entusiasta do acordo ortográfico).


 No entanto, e há que anotar, mesmo com a sua dimensão, deu para verificar alguma superficialidade na análise história de algumas matéria e, em certa medida, uma indisfarsável propensão par a história oficial... é o mal necessário destas obra enciclopédicas.


 Abraço fraterno, e que este ano seja um ano pleno de realizações pessoais, familiares (quem sabe o netinho não apareça no Mundo...) e académicas.


Virgílio


De Brito-Semedo a 31.12.2010 às 11:44

Caro Amigo Brandão, como bom mnine de Son Cent , "bom-dia, bom ône , boas festas, ke Deus tchegá'n outro óne com muit gost i aligria "!
Obrigado por se ter encostado "Na Esquina" nesta passagem de ano e também pelo comentário e observações aqui deixadas. Sou de acordo em "História Geral da África", acabada de ditar, que é um trabalho meritoso e confirma, mais uma vez, que o Brasil é uma "potência" em termos da lusofonia e da língua portuguesa.
Ainda só dei uma espreitadela ao Vol. VIII pelo que não tenho uma opinião formada. A despeito das eventuais "fraquezas" que o trabalho possa ter, não deixa de ser um grande instrumento de trabalho.
Um abraço e bom 2011!

De André Castro a 20.09.2016 às 13:54

Muito boa essa coletânea de livros, muitas pessoas e até docentes acreditam que na África a história se conta no Egito antigo e sua dominação até Roma e depois nas colonizações a partir de 1500, ou seja, toda história é praticamente negada, e é um absurdo, há muito o que se dizer deste continente maravilhoso, bom agora temos, beijos, abraços e boa leitura.

De Noemia Matholo a 15.08.2017 às 10:23

Estes volumes são uma verdadeira obra de arte. Eles permitem, pela primeira vez no mundo, olhar para África a partir do ponto de vista dos cientistas africanos. Os estudos sobre África tinham tido ate então uma visão euro-centrista. A minha formação em Historia teve como bibliografia estes volumes. Foi com orgulho que bebi os volumes.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

  • Anónimo

    Esqueci-me de me identificar no comentário anterio...

  • Anónimo

    Meu caro, seria interessante incluir o texto de Ar...

Powered by