Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Leão Lopes, Des., 2002

 

 

Baltasar Osvaldo Alcântara Lopes da Silva

 

S. Nicolau, 1907-1989

  

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Izaura Furtado a 24.04.2010 às 17:29

Caro Professor Brito-Semedo,

Gostaria de cumprimentá-lo pelo seu blog, que sempre nos brinda com muita cultura!
Mas hoje felicito-o especialmente pelo Dia do Professor, porque sei que o senhor é deveras reconhecido pelos seus pares e pelos seus alunos, na nobre actividade que exerce!
Felicito-o também pela homenagem ao saudoso intelectual, Baltasar Lopes/Osvaldo Alcântara, na qual o senhor faz uma original conjugação entre Filatelia e Cultura/Literatura.
Um selo é um símbolo de cultura que vale por mil palavras. Sou filatelista a mais de trinta anos e, através dos selos, aprendi muito e viajei por muitas culturas.
Com as novas tecnologias de informação, os contactos agilizaram-se, reduziram-se a um clic, mas … perdeu-se a emoção de se receber e de enviar pelo correio, uma simples cartinha.
Com a imagem deste selo, lembrei-me da minha infância, no sul do Brasil, onde aguardávamos com ansiedade a chegada do carteiro com missivas da Holanda, da França, de Portugal e, claro, de Cabo Verde enquanto parte da «República Portuguesa».
Recordei-me do meu esmero ao recortar os envelopes à volta de cada selo; do cuidado que tinha a pô-los a «demolhar» em folhas de papel mata-borrão (que hoje a juventude nem sabe o que é!) e da minúcia com que os observava, com uma lupa, nos álbuns classificadores onde eu os acondicionava!

Obrigada pela oportunidade que me proporcionou de, mais uma vez, viajar através de um pequeno e singelo selo!
Com os melhores cumprimentos,

Izaura Furtado

De Brito-Semedo a 25.04.2010 às 18:36

Encostei-me "Na Esquina" para me aguentar de pé pois fui apanhado em desequilíbrio pela apreciação e elogio, mesmo ressalvando o facto de sermos muito amigos! A criança que há em mim sempre diz: "quando for grande quero ser...!" Face a este caso concreto, quero ser esse Professor modelo e exemplar a que se referiu!
O selo em destaque é da autoria do Artista Leão Lopes e presumo que faça parte de uma série sobre os nossos escritores, emitido pelos Correios de Cabo Verde, contemplando ainda Jorge Barbosa, Manuel Lopes e António Aurélio Gonçalves.
Neste aspecto, o Banco de Cabo Verde também tem prestado um excelente trabalho à cultura cabo-verdiana com a emissão de notas de 2.000$00, 1.000$00 e 500$00, com a efígie destes e de outros homens de cultura, para além da edição de obras, nomeadamente, Osvaldo Alcântara e António Aurélio Gonçalves!
Amiga, agradeço ter estado connosco aqui "Na Esquina do Tempo" e partilhado a sua experiência de criança e de filatelia.

Comentar post

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Ariel

    Muito bom o livro! 

  • Anónimo

    Muito obrigada por nos presentear com estas inform...

  • Léo

    Olá, realmente esse ritmo é contagiante, fico me i...

Powered by