Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Mulheres Corajosas Vencem Sempre

Brito-Semedo, 25 Mar 11

Apesar de todos os direitos conquistados a nível político e social, as mulheres continuam, em pleno século XXI, a sentir medo. A verdade é que continuamos a viver numa cultura que instiga o medo nas mulheres.


Temos medo de ser assertivas, profissional e pessoalmente; medo de ficar sozinhas ou de ter um relacionamento falhado; medo da rejeição e do fracasso; medo de engordar e de envelhecer.


Arianna Huffington, empresária, autora de best-sellers, jornalista, mãe, e uma das mulheres mais influentes dos EUA, é o exemplo perfeito de uma mulher destemida. Mas, como explica ao longo destas páginas, não nasceu assim. Teve de aprender, a cada dia, a enfrentar os seus medos e a aprender com as suas derrotas. Através de exemplos retirados da sua própria vida e das vidas de mulheres que admira, a autora conta histórias inspiradoras de coragem, resistência e força.


Este livro ensina-nos a ser destemidas «de dentro para fora», começando por nos sentirmos bem com o nosso corpo, passando por conseguirmos aquilo que desejamos (pessoal e profissionalmente), até sermos capazes de mudar o mundo, porque As Mulheres Corajosas Vencem Sempre.

 

Mulheres Corajosas Vencem Sempre

No amor, no trabalho e na vida

de Arianna Huffington

Edição/reimpressão: 2008

Páginas: 208

Editor: Pergaminho

 

Críticas de imprensa

 

«O maior obstáculo ao sucesso pessoal e profissional das mulheres, hoje em dia, é o medo. Mulheres Corajosas Vencem Sempre é o manifesto e a inspiração de que precisamos para vencer esse medo.»
Gail Evans, Vice-presidente da CNN

 

«O feminismo pragmático de Huffington é refrescante, sobretudo considerando que a maior parte dos livros destinados a mulheres que são publicados hoje em dia têm por tema "como caçar um homem".»
Publishers Weekly

 

«Uma abordagem ampla dos desafios que as mulheres enfrentam a nível familiar, profissional e pessoal, demonstrando as recompensas de enfrentarmos os nossos medos e nos tornarmos, pouco a pouco, destemidas.»

Booklist

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Djack

    A primeira medalha faz-me muita "manha", porque nã...

  • Manuel Brito-Semedo

    Caro Zé Hopffer, Excelente! Terei isso em consider...

  • Anónimo

    Esqueci-me de me identificar no comentário anterio...

Powered by