Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adalberto "Betú" Silva, Compositor

Brito-Semedo, 2 Nov 16

 

Betú.jpg

 

 

Natural da ilha do Maio onde nasceu em 1961, Adalberto "Betú" Silva é um nome incontornável na música cabo-verdiana e um dos seus grandes compositores. Começou a compor na década de 70 e as suas composições encontram-se hoje gravadas pelas vozes mais emblemáticas da música cabo-verdiana como Cesária Évora, Ildo Lobo, Nancy Vieira, Dudu Araújo ou Mirri Lobo.

 

O Esquina do Tempo dá a conhecer a lista dessas composições, feita pelo próprio autor, com indicação das datas das gravações e seus intérpretes.

 

GANA DI VOÂ

Maio – década 70

 

MANÚ

Maio/Praia – década 70 – gravada pel’ “ Os Tubarões” em 1980 e Nancy Vieira em 1998

 

LUCY

Praia – década 70 – gravada por Ildo Lobo em 2001

 

JUDITE

Praia – década 70 – gravado por Américo (Holanda) nos anos 80 e Carlos Matos (instrumental)

 

RASPOSTA

Praia – década 70 – gravada pelo “Os Tubarões” em 1980

 

ESTUDANTE

Maio – década 70 – gravada por Ildo Lobo em 2001

 

MENSAGEM

Porto – 1981 – gravada por Betina Lopes em 1988 e Nhonhô Hopffer em 2007

 

CRIÓLA

Porto – 1983 – gravada pel’ “Os Tubarões” em 1994 (?)

Letra de July Fortes; música de Betú

 

NHA CORAÇON I

Lisboa – 1984 – gravado por mim no grupo “Serenata”* (87), “Simentera” (?) e Lena França (?)

 

* Grupo ad hoc constituído por mim, Nhela Spencer, Zeca Couto, Jaime Rosário, Tonecas Marta, Betina Lopes e Nhela Bulimundo, por ocasião da inauguração da linha Sal/Bóston da TACV.

 

DJARMAI DI MEU

Porto – 1985 – gravado por Cesária Évora em 2003

 

NHA CORAÇON II

Porto – 1986 – gravado por Tonecas Marta (1988), Fantcha (2001), Alcides (1998) e  Tété Alhinho (2008)

 

MAIO NHA TERRA

Maio – 1986 – gravado por mim no grupo Serenata (1987) e Fantcha (2009)

Contemplado com o prémio B.LEZA (melhor composição do ano) em 1989

 

DENÚNCIA

Praia – 1987 – gravado por Mirri Lobo/Mobafuco (1999)

 

GLÓRIA DI BAÍA

Praia – 1988 – gravado por Tonecas Marta (1989)

 

MILCA TI LÍDIA

Maio – década 70 (1ª versão)

Praia – 2000 (última versão)

Gravado por Cesária Évora (2003) e Jeniffer/Swagato(?)

 

NHA BERÇO

 Maio – 1988 – gravado por Ildo Lobo (1994)

 

NOTÍCIA

Maio/Praia – 1989 – gravado por Ildo Lobo (2001)

 

DOR DI NH’ALMA

Praia – 1989 – gravado por Ildo Lobo (1994) e Lena França (1995)

 

SALVÂ NHA CRIOLA

Praia – 1990 – gravado por Mirri Lobo/Mobafuco (1999) e Albertino (2001)

 

CANTA NOVO PRESIDENTE

Praia – 1990 – música Betú, letra Miquinha – 1ª campanha Mascarenhas Monteiro à presidência - gravado em single por Dany Silva

 

CUSAS DI CORAÇON

 Maio – 1996 – gravado por Ildo Lobo (2001)

 

NHA SÊGRED

Praia – 1996 – gravado por Ildo Lobo (2001)

 

HINO NACIONAL – Cântico da Liberdade

Praia, 1996 – letra de Amílcar Spencer Lopes e música de Betú

Hino Nacional de Cabo Verde desde 1996, aprovado por lei da Assembleia Nacional.

Integrado na Constituição da República na revisão de 1999 (B.O. I Série nº43 de 23 Novembro de 1999)

 

É NÔS CABO VERDE

Praia – 2002

 

MARINA

Praia, 2002

Gravado por Nancy Vieira em 2003

 

TEMA CU BÔ

Praia/Maio – 2003

Gravado por Ildo Lobo em 2004

 

NHA NOBRÉZA

Praia – gravado pela Mayra/2005

 

NÔS AMIZADE

Praia – 2003

Gravado por Ildo Lobo* em 2004

 

NÔS CANTADOR

Praia/Maio Dez.2004

Gravado por Dudu Araújo/2006

 

AMOR E MAR

Praia – 2004

Gravado por Cesária/2005 e Dudu Araújo/2006

 

NHA VAZIO

Praia, 2005

Gravado por Maria de Barros (2009)

 

LEMBRANÇA

Praia, 2006

Gravado por Mayra Andrade (2009)

 

NOIVA DI CÉU

Praia, 2007 – gravado por Cesária Évora (2009) 

 

NÔS FÉ

Praia, 2008. Gravado por Mirri Lobo (2010)            

Prémio "Compositor do Ano", CVMA 2012

 

NHA DOCIN

Praia, 2010

Gravado por Rui di Bitina (2015)

 

LAÇO UMBILICAL

Praia, 2011

Gravado por Desyree (US), mas ainda não publicado

 

CIÚMES DI MEU

Praia, 03/2012

 

BEJO

Praia, 10/2013

 

FIDJO FÉMEA

Praia, 2014. Gravado por Mariana Ramos (2015)

 

AMORIZADO

Praia, Junho.2015

 

Antes das primeiras composições, Betú chegou a traçar curtas melodias que se perderam da memória ou, segundo o próprio autor, terão eventualmente sido aproveitadas a posteriori nalgumas das suas composições.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Joaquim ALMEIDA

    Inteiramente de acordo com a Gilda !.A mais bela c...

  • Anónimo

    Monte cara também,seria um bom nome para a nossa c...

  • eduardo monteiro

    Mindelo a minha eterna enamorada, a vida verdadeir...

Powered by