Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cesária Évora em Livro na Polónia

Brito-Semedo, 10 Set 15

 

cesariaevora 4.jpg

Acaba de ser editado na Polónia uma extensa biografia de Cesária Évora (1941-2011), aquela que é considerada a ícone de Cabo Verde no mundo.

 

Cesária Évora, de autoria de Elżbieta Sieradzińska, uma biliotecária e fã incondicional da nossa diva, é um livro de mais de 450 páginas, abundantemente ilustrado com fotografias, recortes de jornais, capas de revistas, cartazes e bilhetes de espectáculos. O livro traz como anexo uma cronologia da vida da Cesária Évora, a sua Discografia, VHS e DVD e ainda as edições póstumas de CD e DVD. A fechar, vem o mapa "Mindelo da Cesária Évora", devidamente legendado.  Enfim, uma obra que merece ser traduzido para o português, este, preferencialmente a partir de Cabo Verde, e para as línguas internacionais, como o francês, o inglês e o espanhol.

 

É de se recordar que esta não é a primeira biografia da Cesária Évora que se publica.

 

Em 1997 saiu Cesária Évora – Biografia Autorizada, da autoria do jornalista português José Manuel Simões, com fotografia de José Simões e Jacek, pelas Publicações Europa-América.

 

cesariaevora 1.jpg

cesariaevora 3.jpg

 

Em 2008, voltaram a sair, desta vez em França, mais duas biografias da Cize: Cesária Évora, la diva du Cap-Vert, da antropóloga e jornalista Sandrine Teixido, pela Editions Demi Lune (colecção “Voix du Monde”) e Cesária Evora e Cabo Verde, Cabo Verde o Amor, de Véronique Mortaigne, uma jornalista francesa do “Le Monde“, fotografias de Pierre-René Worms, RFI / Tournon.

 

cesariaevora 2.jpg

Em 2014, Véronique Mortaigne volta a editar: Cesária Evora: la voix du Cap-Vert, um trabalho que traz um capítulo inédito sobre os últimos anos da “diva dos pés descalços”.

 

Em 2015, os cabo-verdianos Tchalê Figueira (pintor e poeta) e Vasco Martins (músico e compositor) juntam-se "numa espécie de nostalgia da memória de coisas boas e menos boas que vivemos nesses anos, e a demonstração de ternura e admiração à Cesária".

 

O título do livro deve-se à letra da morna de B.Léza ‘Lua nha testemunha’, compositor que Cize tanto admirava.

 

Sobre este livro, leia outros posts editados neste blog:

Viagem de Costa de Cesária Évora

A Rota da Lua Vagabunda

 

 

Capa final Cesaria-001.png

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Reyan

    Só música de qualidade! Instrumentos de corda real...

  • Anónimo

    Oi sou cabo-verdiano, estou aqui de passagem, esto...

  • Regiane

    Exelentes musicas . Me faz recordar o tempo do meu...

Powered by